Michele Contel

TEXTOS SOBRE A VIDA E SOBRE AMORES ACOMPANHADOS DE CAFÉ

Social Media Icons

slide code

Photo

Michele
Michele, 26 anos, mantenho esse blog desde os 19 e eu basicamente escrevo e tomo café. / depois de tanto falar de amor por aqui, eu escrevi um livo. olha só!

MEU LIVRO

social media icons 2

Search

categoria 1

amor

categoria 2

lista

categoria 3

pessoal

post fresquinho na sua caixa de entrada

As estações e os relacionamentos


Em uma conversa, me disseram que os relacionamentos podem ser associados com as estações. Depois de pensar um pouco sobre o assunto, achei a analogia interessante, se não, perfeita. De fato, os relacionamentos passam por fases, como as estações. Vejamos. 

O começo de todo relacionamento é como a Primavera: ameno, gostoso, lindo. Nada parece ruim, quase não tem chuva. É leve, confortável. Bom, em uma palavra. Em seguida, chega o Verão: intenso, forte, caloroso. Aparecem algumas chuvas, mas ainda assim, é verão, ainda é quente, ainda tem aquela tonalidade diferente. O Outono não demora a aparecer: as folhas despencam das árvores, a atmosfera fica mais fria. Ele começa a ficar mais difícil, mas ainda é possível vivenciá-lo sem danos. É mais difícil que o verão e mais denso que a primavera. Ele testa: se não estiver com um agasalho, mesmo que leve, você sofre. É um preview do inverno e do que ele traz.


Ah, o Inverno. Todo relacionamento precisa passar por ele: ele é difícil, você precisa estar muito bem agasalhado e pensar no que fazer. Você pensa nas coisas com muito mais cuidado, afinal, uma saída de casa em um horário ruim pode resultar em uma gripe. E quando chove? As gotas machucam tanto quanto pequenas facas cortando a pele, que já está sensível devido o mau tempo. Tudo fica mais intenso no frio, por mais que esteja sob grossos cobertores e meias de lã. E então, se você passa pelo inverno, a primavera volta, leve, linda e mostrando que todos os ciclos valeram a pena - e que você está apto às mudanças e nuances de um relacionamento. 

Pensar sobre isso fez com que, sem querer, me lembrasse de um curta incrível que assisti quando tinha 18 anos. É o "Faubourg Saint-Denis", que tem a Natalie Portman e integra o projeto igualmente incrível "Paris Je T'aime" (se não assistiu, por favor, coloque na lista). No curta, ela diz o seguinte texto:

"Escuta. Às vezes a vida exige uma mudança. Uma transição. Como as estações. Nossa primavera foi maravilhosa, mas o verão terminou e deixamos passar o nosso outono. E agora, de repente, faz frio, tanto frio que tudo se congela. Nosso amor dormiu e a neve o tomou de surpresa. E se dormes na neve não sentes vir a morte. Cuide-se. Adeus!”



Que é basicamente o que eu quis dizer no texto, mas com um desfecho diferente. E então, chegamos a conclusão de que um relacionamento, de fato, pode ser associado com as estações. É feito de fases leves, pesadas, quentes, frias, cinza e amarelo. É feito de extremos - não que extremo seja algo ruim.

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Comentários

  1. Só quem enfrentou e venceu o inverno saberá aproveitar os verdadeiros sabores da primavera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sábias palavras, pequeno padawan! É preciso passar pelo inverno para aproveitar, de fato, a primavera ☺

      Excluir

Postar um comentário

os mais lidos da semana

Meu primeiro carro: 5 dicas para você finalmente conquistar o seu!
A cultura pop sempre deixou bem clara a importância destinada aos carros em todas as suas produções…
Quando foi que controle virou prova de amor?
Uma vez, enquanto estava divulgando meu livro, eu participei de um programa na CBN que chamava &quo…
Wishlist de maio - o mês mais lindo do ano!
O mês mais lindo do ano todo chegooooooou! Para quem não sabe, dia 24/05 é o #michelesday e, apesa…