. 29/09/2014 .
Por Camila Leite


Dia desses, de bobeira pela internet me deparei com uma matéria muito boa, num blog que eu não me lembro qual, onde a autora apontava as diferenças entre a moda brasileira, nova iorquina e londrina. Era um texto rápido e bem explicativo, onde ela contava que aqui no Brasil, as pessoas esperam alguém usar e dizer que “ta na moda” para experimentar, ainda receosas, qualquer novidade. Em Londres e Nova Iorque, a idéia é fugir do que “ta usando” e buscar construir um estilo cada vez mais individual, autêntico e original. Moradora do interior e excêntrica que sou, posso afirmar com experiência de causa que nadar contra a corrente pré- estabelecida do que é uma roupa fashion, por aqui, não é fácil. 

A impressão que tenho, é que a cada estação acontece uma reunião, que eu nunca sou convidada, e decidem então o que será a tendência da cidade, sim, da cidade, porque por algum motivo, o interior ignora qualquer expressão artística que esteja acontecendo mundo a fora e se reserva a usar aquilo que as vendedoras trouxeram em excesso de São Paulo para revender aqui. Ninguém entende, ou se interessa em saber o motivo pelo qual usaram estampa de frutas na estação passada, ou estão usando tela de tule nessa. Ninguém possui referências na hora de se vestir, e ignoram qualquer tipo de conteúdo de arte ou informação que a roupa possa passar, e ai rola essa uniformização e o consumo desenfreado para que possam renovar seus armários a cada nova moda. 

Talvez, eu seja nerd até na hora de me vestir, mas acredito que vale a reflexão do “quem sou eu” e “como quero me mostrar pro mundo”, vale entender a crise econômica atual, e repensar o consumo, vale perder alguns minutos para se conhecer melhor e ganhar muito tempo na hora que abrir o armário e ver que você tem sim o que vestir. Autoconhecimento é o princípio facilitador da vida em todas as situações. Ai, quando suas roupas forem uma extensão da sua personalidade, tudo ficará mais fácil, desde aquele casamento phyno da amiga rycah, até ir tomar uma cerveja num domingo a tarde num boteco qualquer. 

Como já disse Coco Chanel: A moda passa. O estilo permanece.




Eu estive pensando: Você se veste de você ou se veste de outros?

. 26/09/2014 .

Quando vi esse tema no Rotaroots fiquei meio indecisa sobre participar ou não. Aqui eu já fiz carta para mim mesma, carta para meu pai... Não me restavam muitas opções, já que para minha mãe eu sempre falo o que preciso e para namorado eu escrevo a mão. Ia deixar passar quando vi uma matéria da Atrevida em algum blog onde as blogueiras tinham que escrever cartas aos seus "bullies". E como não querer entrar nessa justamente em um período onde estamos aprendendo a nos amar mais e lutar contra o Slut Shaming? Então, essa minha carta é para os meninos da quinta série. 

"Caros colegas da quinta série C: 

Eu gostaria de escrever umas coisas à vocês, mas antes, gostaria que vocês parassem de fazer esses desenhos sobre mim na lousa. Eu sei, parece divertido. As pessoas dão risada e é esse o propósito da coisa, não é mesmo? Pois então. É justamente sobre este assunto: eu não consigo rir disso. E na verdade, por vocês, eu aprendi a detestar o meu sorriso. E se duvidam, vai mais uma: isso vai durar uns bons anos. Vocês provavelmente não sabem, mas estou passando por um período bem complicado. Sabe como é, coisas externas acontecem e o meu corpo sente. Eu não como direito e, é claro, fico magrinha. Eu tento focar nas coisas da sala: desenho muito, leio bastante e agora estou dedicada fazendo meu próprio almanaque do Harry Potter. Colecionei várias informações e recortes. Eu sei que vocês acham isso tudo irrelevante e, talvez, force ainda mais as piadinhas. Sei também que é claro que na sala algumas garotas já estão em um processo chamado "puberdade" e eu ainda tenho roupas e aspectos infantis. Mas sabe... Apesar de não fazer muita questão de brincar com vocês no intervalo e preferir ficar lendo meus livros ou revistas, eu ainda tento ser criança. Eu não quero beijar o menino da outra sala e nem me sentir mal por ainda usar meias coloridas e saias plissadas. Eu só quero comprar 1 real de bala Freegells e rir com as figurinhas do Frajolla. 

Eu também gostaria que vocês soubessem que eu não gosto quando me dão apelidos. Isso é bem chato, sabiam? Parece exagero, mas vou falar a verdade: dói. Eu choro na sala, quando chego na minha casa e, esses dias, até na rua, enquanto caminhava da escola para a casa do meu avô. O que acho mais chato é que eu poderia dar apelidos muito piores à vocês, mas eu nunca disse o fiz porque eu sempre achei isso tudo muito triste. Eu não queria proporcionar o sentimento ruim que vocês me davam. Nós vamos aprender isso daqui alguns anos - na verdade, vocês eu não sei, mas eu vou - que isso se chama empatia. Vocês não sabem, mas por causa de todas essas brincadeiras, eu não gosto de sair de casa e minha mãe já cansou de perguntar os motivos. Eu odeio ir à escola e eu não vejo a hora de crescer para que tudo isso pare, afinal, eu ainda vou ficar grande e bonita como as meninas mais velhas e tudo isso vai parar. 

Meu pai fala que tudo isso é brincadeira e que vocês vão parar quando eu parar de me importar. Ele fala que quanto mais eu choro, mais engraçado fica. Mas eu queria que vocês entendessem que não é assim. Que seria legal que parassem quando eu pedisse. E mais: gostaria que entendessem que isso não é brincadeira. Brincadeira faz todas as pessoas sorrirem. Não parece, mas isso é mais sério do que parece e eu espero que, no futuro, vocês tenham consciência disso. Eu me pergunto, também, o que foi que eu fiz para vocês. Todos os dias antes de dormir eu pergunto. Será que eu roubei seu lugar na fila da cantina? Eu pisei no seu pé enquanto entrávamos na sala? Derrubei guaraná no seu uniforme? Se for qualquer coisa assim, eu já te peço desculpas. Realmente, não foi a minha intenção. 

Pode não parecer, mas eu vou lembrar de todas os apelidos, desenhos, musiquinhas e etc por um bom tempo. Até mesmo quando eu já for alta, adulta e com namorado de verdade. Eu gostaria que vocês aprendessem que fazer o colega feliz é muito mais legal do que fazer piadas relacionadas a coisas que eu nem sabia que eram ruins ou feias. E que antes de conhecer vocês, eu adorava. 

Um abraço e um guaraná de saquinho,

Michele."

Este post faz parte do Rotaroots. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se norotation.

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Blogagem coletiva: das cartas que nunca te escrevi

. 25/09/2014 .
Por Tati Munhoz


As vezes eu acho que criaram um regra não-falada de que é proibido sonhar hoje em dia. Como se pensar grande, acreditar nas pessoas, ter fé e fazer planos fosse um pecado. É uma onda de negativismo rolando que eu tenho muito medo de que isso seja contagioso! 'Não vou conseguir mesmo', 'não vai dar certo', 'ninguém presta'... Ah, a generalização. E por isso mesmo ninguém tenta, nem faz ou acredita. Só aceita e vai vivendo com o que a vida for trazendo, assim, sem correr atrás de nada. O que tiver que ser será.

Acontece que eu também sou muita adepta do 'o que tiver que ser será'. Mas não acho que isso seja na base do 'não preciso fazer nada e isso vai acontecer, se for para ser'. Pelo contrário, acho que temos várias coisas destinadas para nós, mas que dependem sim da nossa força de vontade, determinação e até fé. E não digo tanto no aspecto religioso da fé, mas daquela que te servir, da ação de acreditar. 

Existem pessoas ruins? Sim. Nem tudo que eu corro atrás funciona do jeito que eu quero? Com certeza. Mas ei, os tropeços da vida fazem parte e (clichê, porém verdade) são eles que te levam para frente. É difícil levantar depois de uma grande queda, tentar novamente depois de uma enorme decepção. Mas eu ainda acho que, no fim, vale a pena. A conquista compensa.

Então prefiro ser otimista, pensar grande e sonhar sempre, mesmo com algumas quedas no percurso. E isso emana uma energia tão positiva que torna o percorrer do meu caminho prazeroso e deixa qualquer obstáculo menor.

Que tal embarcarmos nessa loucura juntos e construir um mundo com mais sonhadores? ♥ 

É proibido sonhar

. 24/09/2014 .
Faz um tempo que venho tendo o Instagram como meu maior passatempo (aliás, me segue lá! É @damichele), com isso, o número de pessoas que eu sigo aumentou também. Eu já fiz um post aqui sobre os meus perfis favoritos, mas esse é um pouco diferente: são perfis de pessoas que já são famosas que você realmente pre-ci-sa seguir. Seja por serem engraçadas, maravilhosas, estilosas ou tirarem fotos incríveis. Vem comigo!

5- Thaila Ayala


Vou ser bem sincera com vocês: não ia muito com a cara da moça não. Mas como esse post não é sobre minhas preferências e achismos sobre a personalidade da pessoa, vamos ao que interessa: mesmo eu não indo com a cara dela, me apaixonei por suas fotos. Suas fotos são incríveis - desde sua visão dos lugares em que passa até seus looks. Dou like em tudo e já parei meu dia para fuçar todas as fotos várias vezes haha. 

4- Tainá Muller


A conta da "Marina" de Em Família é muito inspiradora. Ela faz fotos lindas de lugares por onde passa e realmente vê beleza em coisas simples. Quando ela junto com seu marido (é marido? namorado? enfim!) o combo do amor eterno é formado, porque resultam em fotos incríveis de verdade. É para se apaixonar e se inspirar mesmo. 

3- Kylie Jenner 


A irmã da Kim Kardashian é queridinha das fashionistas e, por isso, não demorei para segui-la (mentira, demorei sim). E que pena que demorei tanto! Ela é megaestilosa e suas fotos transbordam atitude. Morro de vontade de copiar seus looks mais ousados e morro de inveja do seu cabelo maravilhoso. 

2- Manu Gavassi


Não gostava da Manu Gavassi de jeito nenhum. Não ia com a cara, não suportava suas músicas e muito menos sua voz e, de repente, comecei a seguir a magrela (tamo junto, Manuzinha #podechamardemagrela) e estou apaixonada. Ela é muito estilosa e eu realmente quero roubar cada peça do seu look. Sem contar que eu me identifico com seu estilo, tipo físico e acho suas fotos incríveis. Sério, vocês não têm ideia de como eu passei a gostar da mina só por causa do seu instagram (até aprendi a cantar uma música, Brasil! Me abracem!). 

1- Ellie Goulding


Claro que o primeiro lugar seria da minha esquila! Mas gente, pensa num perfil incrível - e não é só porque a Ellie tá lotando ele de Dougie Poynter não! Tem muita foto de bastidor de show, muita foto de show, muita foto no pain no gain, tem foto amor de casal, foto de look, ou seja, tem foto de tudo! Além do mais que, né, ela viaja o mundo então tem fotos de paisagens lindas. Sério, sou suspeita, mas você realmente precisa seguir a Ellie! 

E aí? Vocês curtem posts de indicações de perfis para o Instagram? Porque para fazer essa lista, já me veio na cabeça listas do tipo "5 blogueiras gringas para seguir", "5 blogueiras brasileiras", "5 desconhecidas com perfis incríveis", enfim. Me contem o que acham e me falem se esqueci de alguma celebridade bafônica do Instagram. 

Beijo beijo!

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

5 perfis de celebridades que você precisa seguir no Instagram

. 23/09/2014 .

Quando foi que você olhou para o espelho e se sentiu realmente linda? Que você vestiu aquela roupa que comprou com toda a empolgação do mundo e ficou feliz? Se a sua resposta não for "hoje", ou pelo menos, no final de semana passado, esse post é para você. Estamos vivendo um período de redenção com a popularização do movimento Stop Beauty Madness. Estamos expondo ao mundo que o padrão de beleza que eles procuram não existe e não é nada mais que algo fabricado. Estamos nos aceitando e nos apoiando umas nas outras para conseguirmos essa aceitação e conforto. Mas não é fácil. Tem dias em que parece que o espelho está de sacanagem, ou a TPM está te ferrando tanto que você não consegue vestir um biquíni sem querer morrer de chorar. Esse post não vai ter uma lição de auto-ajuda nem nada do tipo, ele vai ser uma compilação de coisas que contribuirão para que você se sinta melhor e se sinta linda SIM. Porque você é! Suas singularidades são as coisas mais charmosas em você, porque SÃO SUAS e APENAS SUAS. 

♥ 1- Um tapa na cara necessário



Esse vídeo da Lyzzie é muito, muito necessário. Eu geralmente não gosto de ver esse tipo de coisa pra ficar pensando "oh, existem pessoas com problemas maiores", sim, existem, mas isso não minimiza os meus. PORÉM, o vídeo é uma verdadeira lição e você tira sim ensinamentos para a vida. Eu sou a pessoa mais chata do mundo para essas coisas, assisti e fiquei encantada - além de ter pego muita coisa ali para mim. Não vou dizer "perca uns minutinhos e veja" porque, na boa, você vai é ganhá-los.

♥ 2- Um livro de 200 páginas que você lê em algumas horas 

Já falei aqui o quanto sou apaixonada pelo livro Extraordinário e como eu sempre o indico para quem está atrás de uma nova leitura. Eu já fiz resenha aqui e o indiquei aqui, então, sinta-se intimado a ler. Você com certeza vai terminar com o coração mais leve e com o caderninho repleto de frases maravilhosas.

♥ 3- Uma playlist lacradora



Porque música sempre faz bem - e para esses momentos, ainda mais! Escolhi aqui 6 músicas que sempre me deixam feliz e que têm em suas composições mensagens reconfortantes. ♥

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Um vídeo, um livro e 6 músicas para você se sentir linda

. 22/09/2014 .

Ele está vindo na segundona - e não na quarta-feira, como sua primeira edição -, mas de uma forma ou de outra, é a compilação dos links mais legais que li durante essa semana. Tem bastante moda, tem inspiração e tem tudo para começar sua semana bem! Vem comigo!

Me vesti como uma idiota na Fashion Week para descobrir se é fácil aparecer em um blog de moda - uma inglesa se vestiu da forma mais debochada possível e foi alvo de flashes e até deu algumas entrevistas. Leia o texto até o final porque tem um quote para levar para a vida.

Veja o #TBT de 9 blogueiros de moda - uma série de fotos que vão te inspirar e te mostrar que o tempo é, de fato, o nosso melhor amigo!

Overdose de Barbie: o desfile da Moschino inspirado na boneca - eu já tinha visto esse desfile maravilhoso e esse post do Garotas Estúpidas só me fez ficar ainda mais apaixonada!

Estive pensando sobre: a importância dele te fazer se sentir linda - cota GWS da semana. Post maravilhoso da Nuta sobre como nossos companheiros são fundamentais em nossa autoestima.

Vamos falar sobre aborto - mais um texto maravilhoso do GWS. O nome já fala tudo, apenas LEIAM.

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Links maravilhosos da semana #2

. 18/09/2014 .
Dá um aperto no peito quando paramos para pensar que o Orkut vai fechar, definitivamente, daqui 17 dias. O site de relacionamento que moldou a internet que conhecemos hoje (sim, porque foi a primeira rede social que realmente fez sucesso e vocês sabem, me deixem romantizar a coisa!) foi, para muitos, o primeiro contato direto com a internet. Antes do Orkut, eu já estava nos blogs da vida, nos sites de astrologia (desde os 11 anos sou dessas, mores), no Assustador e em vários lugares legais e old school que eu já contei aqui. Esse post é um meme do Rotaroots que me transformou em moderadora de comunidades por um dia. Se o Orkut bombasse hoje, eu faria as seguintes comunidades: 

Fotógrafos de verdinho

pq Fábio Jr? também não sei, só achei ele sensacional de fotógrafo hahaha
Essa seria para os fotógrafos da minha querida cidade que compram uma câmera DSLR e.... só tiram fotos no verdinho. E, segura essa Giovana, FAZEM BOOKS POR R$ 200,00. Isso mesmo. Além de f*derem fotógrafos profissionais que ganham a vida com isso, fazem ~~books~~ (ou seja, fotos num cenário dos que faço look do dia, com edição de photoscape e as fotos em um pen drive) por esse preço.

O problema não sou eu, é o mercúrio retrógrado


Para as loucas da astrologia que realmente sentem as movimentações dos planetas e se veem em um verdadeiro caos. Namorados, parentes e amigos: mantenham a calma, a culpa é do mercúrio retrógrado.

Isso fofa, vai lá!


Para aquele momento em que você não aguenta mais uma pessoa seguir de forma contrária todos os seus conselhos e já está adepta ao ensinamento do "quebrando a cara aprende".

Não sou obrigada


Porque né. 

Confundo TPM com crise existencial


Porque tem dias em que você começa a contestar sua existência, suas ações no mundo até o momento, seus relacionamentos afetivos e profissionais e... o período menstrual acaba e todos os problemas também.

Este post faz parte do Rotaroots. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se norotation.

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

5 comunidades que eu criaria hoje no Orkut

. 15/09/2014 .

Já falei aqui no blog muitas vezes sobre o meu amor pelo filme e pelo livro "Comer, Rezar, Amar". Hoje, mais do que nunca, o encaro como uma obra da minha vida, com a diferença de que (ainda) não posso ir me descobrir através do mundo. Estou em uma fase em que a identificação com Liz é inevitável. Cada passagem do livro tem uma frase que eu já disse em algum momento da minha vida, neste ano. A semelhança é assombrosa, não fosse o fato dos problemas da protagonista serem muito mais "sólidos e difíceis" que os meus. Quer dizer, eu parto do princípio de que não devemos comparar problemas, ou seja, o seu problema pode parecer inferior ao meu, mas comparado aos seus outros, ele é grave. Não tem que comparar, se ele te faz mal, é grave e ponto. Mas voltando a ideia principal, reassisti ao filme na sexta-feira, com a minha mãe, e até ela destaca frases que vieram de mim em algum momento. 

Bem, eu estava reclamando de 2014. De como está sendo um ano difícil, ruim e etc. Me agarro na expectativa de que 2015 vai ser melhor, como se a simples mudança do último algarismo fosse o suficiente para me garantir um ano incrível e realizasse todas as coisas que eu (veja só, eu!) não realizei. É mais fácil colocar as expectativas em algo a (não-tão) longo prazo do que para amanhã, semana que vem. É mais reconfortante acreditar que as coisas vão se ajeitar sozinhas do que pensar que, para isso, você precise fazer algo. 

Pensar nisso me fez lembrar de uma passagem do filme/livro, que além de traduzir essa minha insatisfação, joga na minha cara meu comodismo em esperar que as coisas melhorem sem que eu faça por onde.

"Tem uma antiga e maravilhosa piada italiana sobre um homem pobre que ia a igreja todos os dias e rezava diante da estatua de um grande santo implorando “Querido santo por favor, por favor, por favor deixa eu ganhar na loteria” finalmente a estatua irritada, olhou pra baixo e disse ao pediente “Meu filho por favor, por favor, por favor compre um bilhete.” Agora eu entendi a piada e eu comprei três bilhetes." E eu realmente preciso comprar um. De uma forma metafórica, por enquanto. Preciso redescobrir meu apetite pelas comidas e pelo mundo, sem precisar ir à Itália. Preciso encontrar meu equilíbrio espiritual sem visitar um ashram na Índia. E eu preciso amar (a mim, as pessoas que me rodeiam e etc) da forma correta, sem depender de um xamã da Indonésia. Eu preciso encontrar tudo isso em mim mesma, e eu sei que elas estão lá. Tudo o que eu preciso, está em mim. 

A verdade é que eu preciso parar de esperar. Levantar a bunda da cadeira e canalizar minhas energias, vontades, sonhos, talentos em algo que vai me fazer feliz, mesmo que momentaneamente. Ontem mesmo me queixei de que "preciso de um novo sonho", já que eu estou para cumprir uma das minhas principais metas. Esperar que as coisas aconteçam é algo que eu nunca fiz na vida, eu fiz esse ano e, veja só, estou vivendo em um mar de reclamações. O "comodismo é um mal parasitário" e eu, que não o conhecia, provei de seu veneno este ano e estou lidando com seus sintomas. 

Gostou do post? Então dê um like e conte pra todo mundo! <3
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Sobre levantar a bunda da cadeira e comprar bilhetes

. 11/09/2014 .

Eu sou cheia dessas. Vejo uma nova tendência, torço o nariz, falo mal para as amigas, olho novamente, me acostumo e não demora, estou usando. Assim como eu, muitas outras pessoas são assim também, então, fiz essa lista para te ajudar a lembrar de sete tendências que foram do ódio ao amor (ou vice-versa) e apesar de ter muitos haters, foram sucesso de vendas. Começando, é claro, pelo nosso amado (ou não)...

1- Sneaker com salto


Como não começar essa lista com as botinhas ortopédicas que dividiu opiniões desde seu lançamento? Eu odiei, gostei, odiei de novo, amei, fiquei apaixonada, mas me segurei e não comprei hahahaha não me arrependo, mas até hoje meus olhos dão aquela brilhada quando vejo um modelo que gosto. Sem dúvida os sneakers com salto foram os maiores sucessos de 2012. E isso me lembra do quanto o tempo está passando rápido, porque parece que foi ontem! 

2- Top Cropped


Eita, como a gente falou mal dos croppeds hein Brasil? E hoje eles ainda estão aí: lindos, fashions e alvo dos nossos desejos. E foi-se o tempo em que só magrela podia usar, viu? Ju Romano maravilhosa tá aí pra mostrar que qualquer pessoa pode usar o que quiser desde que goste e se sinta bem. Eu, sinceramente, achei que fosse ser algo bem passageiro. Para nossa sorte, não foi e eles ainda estão com tudo. 

3- Birkenstock


"Mimimi sandálias de Jesus" e agora tá aí: Schutz fazendo modelos maravilhosos, famosas usando muito e você colocando elas na sua wishlist. Eu, pelo menos, não falei mal do renascimento delas (só falei mal na estreia, quando eu estava no segundo colegial hahaahah) mas a sandalinha ainda divide opiniões. 

4- Saias midi


Olha, aqui no Brasil com certeza saia midi demorou para pegar. Um país onde nós somos adeptas as minissaias, uma tendência que vinha até abaixo do joelho parecia arriscado. Mas pegou! Charmosa, elegante e, claro, linda, as saias midi hoje são sucesso e até as mais apaixonadas pelas saias curtinhas, aderiram a essa "maior quantidade de pano" nas pernocas haha. 

5- Tattoo choker


Segura esse forninho, Giovana! Os nossos "colares colantes" da primeira série voltaram e voltaram com tudooooooo! Eu, Michele, estou l-o-u-c-a por um, para usar com vários outros colares e só Deus sabe o quanto falei mal disso. Mas é, as muódas são assim, um tapa na nossa cara e uma mordeção de língua constante. 

6- Tênis "de skatista"



Os "tênis de skatista" foram moda quando eu tinha 15 anos. Tanto infernizei minha mãe que ela, na época, me deu um adidas branco-que-todo-mundo-tinha. Os anos passaram e era praticamente impossível ver mulheres usando os tênis que voltaram a fazer parte, na maioria das vezes, do guarda-roupas masculina. E aí, pá, eles voltaram com tudo! Voltaram lindos, voltaram nas passarelas e voltaram às nossas wishlists. Tanto os adidas que eu falei, quanto a diversidade de Vans maravilhosos que podemos comprar hoje. Eu nunca falei mal desses tênis, mas tenho amigas que falaram e, vejam só, estão usando. ♥ 

7- Creeper


Eu falei muito, mas muuuito mal dos creepers. O que aconteceu? Estou louca atrás de um e invejo cada foto de look maravilhoso feito com ele. Desde seu surgimento em blogs de moda, o sapato dividiu opiniões. Depois de um tempo - e de composições maravilhosas -, hoje ele realmente caiu no gosto das fashionistas. 

. . . . . . . . . . 

Claro que a maior parte dessa lista foi baseada em meus gostos pessoais, mas também contei com a ajuda dos amigos do site Faces. hahaha e aí? Você se identificou com algum item? Eu esqueci de algum? Conta pra tia! ♥ 

Gostou do post? Então dê um like e conte pra todo mundo! <3
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Dessa água beberá sim! 7 tendências que você falou mal, mas se rendeu

. 10/09/2014 .

Estou pegando uma parte do "post endomingado", que me mata de preguiça (pois é, de amor eterno, preguiça eterna, vão vendo!) e fazendo uma nova seção. É que eu acho muito legal essa curadoria que os blogs andam fazendo e compartilhando o que de incrível viram nos últimos dias. Como quarta-feira é um dia tão morno e chato quanto domingo, achei pertinente inaugurar essa seção neste dia. Se prepara, porque tem links maravilhosos de verdade.

Flawled: uma feminista imperfeita - texto maravilhoso do Think Olga sobre o feminismo da Beyoncé. 

Estão matando o jeito de amar - texto do Bruno Érnica sobre amor, relacionamentos e todas as "normas que temos que seguir para o amor dar certo". 

Começando a semana Zen - 5 apps gratuitos para relaxar - post de utilidade pública da Carol Guido, do Girls With Style. Já baixei dois apps da lista (os de meditação) e são realmente incríveis. Vale a leitura e o download. 

Sobre mentiras e traições - outro post do GWS. Dessa vez, sobre relacionamentos baseados em mentira e falta de honestidade para com o/a parceiro/a. 

Leighton Meester mostra nova música, capa do álbum e data de lançamento - depois de mil anos, Blair (que está casadíssima com o Seth) finalmente vai lançar seu álbum. A nova música divulgada é "legalzinha e ok" apenas, mas já serve pra nos deixar ansiosos. 

10 filmes feministas para crianças - o Alisson do Disco Punisher fez uma lista linda com 10 filmes com estética feminista para nossas crianças

Leu alguma coisa incrível e quer me mostrar? Insira o link e contribua para uma lista ainda mais maravilhosa! <33



Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Links maravilhosos da semana

. 09/09/2014 .

1- Frustrações fazem parte do cardápio
Seja com o presente de aniversário de namoro, seja com o rolê de sábado ou com o corte de cabelo. Frustrações fazem parte de qualquer relacionamento porque, como em tudo o que fazemos, criamos expectativas. Quanto menos expectativas forem criadas, menos frustrações. 

2- Quem procura, acha
E não falo necessariamente sobre traição. Quando você procura, você acha e isso é um fato. Quer achar um ato infiel? A curtida na foto da amiga do terceiro colegial vai se transformar no que você precisa. Quer encontrar uma conversa suspeita? O rolê combinado com a melhor amiga vai te dar todos os argumentos para fazer aquele barraco histórico. Nós vemos o que queremos ver, na maioria das vezes. E se existir algo para ser descoberto, de fato, fique tranquila, porque... 

3- Nenhuma mentira dura para sempre
É clichê e sua mãe te falava isso, mas é verdade. Uma hora as coisas simplesmente aparecem. O namorado está de conversa com a ex? Você vai descobrir. Ele saiu sozinho depois de te deixar em casa porque tinha que estudar para prova? Uma hora, ele vai deixar escapar. É por isso que relacionamentos precisam ser, sempre, trabalhados na confiança e sinceridade, porque amigos, nem que você seja profissional em mentir: nada fica debaixo do tapete por muito tempo. 

4- Quando um não quer, dois não fazem
Ninguém sustenta um relacionamento sozinho. Se é sozinho, não é relacionamento. 

5- Sempre tem um que demonstra mais
Um dos filmes água-com-açúcar que mais gosto é "Antes que termine o Dia", e um dos quotes que mais me marcaram no longa é "Dizem que um dos dois sempre ama mais. Meu Deus! Quem dera não fosse eu". Na verdade não é nem "amar mais", mas com certeza, um demonstra mais que o outro. E quanto mais cedo você souber lidar com isso, menos números 1 dessa lista vão surgir na sua vida. 

6- Todo mundo tem uma bagagem
Boa ou ruim, todo mundo tem. Sejam os namoros infantis e turbulentos dele, sejam os seus de anos, não interessa: todo mundo tem essa mochila nas costas. Resta você pegar o que te serve e usar e descartar o resto de tranqueiras. 

7- Sim, confiança é como cristal 
Seus pais já te falaram isso quando você disse que ia dormir na casa da sua melhor amiga quando, na verdade, dormiu na casa do namoradinho de 16 anos. Mas é a mais pura verdade e a melhor analogia já feita. A confiança quebra e, por mais que você insista em colar, ficam rachaduras. Se cair de novo, rachaduras mais presentes e muitos mais danos serão feitos, e se cair mais algumas vezes, nada vai restar além de uma poeira do que, um dia, foi um cristal. O fato é que, ás vezes, vão quebrar sua confiança. Ou pelo menos ameaçar derrubá-la. Você precisa ser forte o suficiente para não deixar esse forninho cair. 

8- Alguém tem que ceder
Não que isso tenha que ser uma regra de apenas um dos lados, mas alguém vai ter que ceder alguma vez. Ninguém pode ter o poder absoluto em todas as situações, se não, voltamos ao número 4. Se é sozinho, não é relacionamento. Caso o consenso seja impossível, um dos lados vai ter que ceder. É difícil, ás vezes parece impossível, mas se você achar que vale a pena o esforço, vai acabar fazendo. Até porque... 

9- Relacionamento dá trabalho
Se fosse fácil, todo mundo estaria namorando e feliz. Cultivar um relacionamento é tão difícil quanto cultivar um vaso de orquídeas. Precisa de atenção, cuidado, manutenção. Um relacionamento é igual, com a diferença que as "tarefas" são dividas. E não são tarefas, afinal, existe amor, companheirismo e duas pessoas querendo a mesma coisa. 

10- Eles não são perfeitos
Esqueça tudo o que aprendeu sobre relacionamentos em séries e filmes que você gosta. Eles nunca (nunca, nunca, nunca!) serão iguais. Acredite, alguns podem até ser melhores! Outros, normais e alguns podem fazer com que você nunca mais acredite em ações bonitinhas e etc. Mas eles não perfeitos. Eles sempre terão erros, buracos, pedrinhas... Você avalia o seu grau de envolvimento na sua disposição ao pular cada buraco e desviar de cada pedra. 

11- Ás vezes, eles acabam 
E não precisa de um motivo doloroso, para isso. Não precisa grito, dor, traição. De repente foi só o amor que acabou, o ciclo que encerrou, mesmo. Dói aceitar, mas dói mais ainda se prender a algo que não existe mais. Respire fundo, chore tudo o que tem que chorar, leia livros de autoajuda e tweet todos os seus pensamentos mais tristes. Aceite. 

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

11 coisas que você precisa saber sobre relacionamentos

. 08/09/2014 .

Eu até ia fazer uma wishlist, mas estou em um "racionamento de gastos" muito grande para me permitir fazer uma lista de coisas com as quais quero gastar um dinheiro que eu não tenho hahaahahah então, usando o exemplo da tag "5 coisas" da Gi Ferrarezi, fiz a minha "5 coisas que estou querendo muito", que não é bem uma wishlist. É só uma lista de coisas pelas quais estou ~levemente~ obcecada. 

1- Kimono


Eu queeero muuuuuito um kimono com franjas! Desde que vi algumas blogueiras no instagram fazendo looks maravilhosos com a roupa, fiquei apaixonada! Ainda estou achando a peça muito cara (e não é pão-durismo, tá? haha) então vou esperar o preço abaixar ou, quem sabe, mandar fazer um. 

2- Birken 


Eu tinha quando estourou pela primeira vez e lembro que paguei R$ 30,00. Hoje a gente até acha alguns modelos nesse preço, mas é beeeeeeem difícil. Quero muito porque sempre gostei e acho mega confortável, além de charmosinho. Para saber mais sobre a tendência, indico esse post do GWS aqui e para ver um look lindo, indico esse post do P36 aqui

3- Long Bob Hair


Meu cabelo está quase na cintura e coloquei na minha cabeça que quero cortar. Pois é! Depois que vi Manu Gavassi cortando o cabelão e apostando no long bob, fiquei apaixonada - tanto pela beleza, quanto pela praticidade, afinal, ele fica incrível "armado". 

4- Cabelo colorido

Julia Alcântara do Tudo Orna ♥
Pois é. Eu estou aqui, com 22 anos nas costas, quase formada e... louca para pintar meu cabelo de roxo ou azul! Não que eu esteja julgando quem tem essa idade e pinte e etc etc etc. NÃO É ISSO! Mas para alguém como eu, que é reservada, tímida, etc, é um tanto quanto ousado. Mas estou querendo - e muito! Inclusive, se você estiver na mesma que eu, não indico esse post... 

5- Nutella de 5kg


Depois que minha coordenadora me falou da existência dessa preciosidade na Itália, nada tira essa visão da minha cabeça. 

E aí? Também está querendo alguma coisa da minha lista? Me conta! ♥ 

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

5 coisas que eu estou querendo muito

. 07/09/2014 .

Sim, mais um post de música para vocês! Mas esse é mais temático, na verdade. É que ontem foi comemorado o "Dia do Sexo" (sim, 6/9, vejam só) e eu, que tinha uma playlist no Spotify chamada 'hot hot hot' vi na data o gancho perfeito para dividir com vocês a playlist que eu acho que é suuuuuper quente e propícia para os lelelês hahahaah. Para você saber o que te aguarda, tem Arctic Monkeys, tem Charlotte Gainsbourg, John Mayer, the XX (óbvio), Beyoncé e até Deftones

Veste sua cinta-liga, capricha no perfume e vem! 



Leia também: Papo Calcinha - Sexo no primeiro encontro, pode? 

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Playlist: hot hot hot

. 04/09/2014 .

OLARRRRR! Acho que nunca aguardei tanto por uma quinta-feira, Brasil! Hoje vai ser o dia das minhas fotos de preto na faculdade e, acredite, estou ansiosa como se estivesse no dia da colação de grau em si hahaha. Ontem foi o prazo final para a entrega de umas coisas do meu TCC e por esses dias, poderei respirar e retomar minhas leituras (estou na metade de O Morro dos Ventos Uivantes, que comecei a ler pelo Clube do Livro do GWS). Para acompanhar o meu ~ritmo de festa~, nada como um post maroto e lindo do rotaroots! A proposta era fazer uma lista com músicas que não podem faltar em um karaokê, então, prepara o gogó, intensifica o sentimento e VEM!

5- Evidências - Chitãozinho e Xororó



E NESSA LOUCURA, DE DIZER QUE NÃO TE QUERO.... TODO MUNDOOOOOOOO! Eu tenho cer-te-za que você leu no ritmo e agora está com esse sucesso do Chitãozinho e Xororó na cabeça. Pois é, eu também sou e não consigo mentir: sou apaixonada por essa música e canto ela a plenos pulmões. Seja meu sangue caipira-pira-pora ou simplesmente o pézinho no fundo do poço mesmo, Evidências é o tipo de música que não pode faltar em uma ida ao karaokê. 

4- Marrom Bombom - Os Morenos



Você pode não gostar de pagode (eu não gosto e tamo aí), mas com certeza já cantou Marrom Bombom em um karaokê. É linda, romântica, sensível! HAHAHAHAH e dá até para fazer passinho. Quem nunca tirou a calça jeans e botou um fio dental, não é mesmo? 

3- Estou Apaixonado - João Paulo & Daniel 



Essa música é o ápice do romantismo, Brasil. Além de tudo, tem um trecho em espanhol que é um sucesso! HAHAHAHA meu pai tinha um videokê quando eu tinha uns 11 anos e, gente, vocês não sabem o tanto de interpretação que eu fazia ao cantar essa música e vibrar com a nota 99. 

2- As Quatro Estações - Sandy & Junior



A noite cai, o frio desce, masaquidentropredominaesseamorquemeaqueceeeeeee, protege da solidão... Amo Sandy & Junior até hoje e amo muito cantar essa música no videokê, na sala do trabalho com o amigo fazendo o Junior... HAHAHAHAHA foi com essa música que eu ~~ganhei um concurso de canto (UAHUEIHIUUAIHEUIHEUIEHAUIEAUIEUIHE)~~ no Paraisão. Mas calma, o concurso era sobre quem tinha a nota mais alta no videokê e, bem, é só você gritar HAHAHAHA morro de vontade de voltar a um karaokê só para soltar a Sandy que está guardada dentro de mim.

1- Ragatanga - Rouge


CLARO NÉ MORES. Qualquer festa, karaokê ou coisa que se preze TEM QUE TER ROUGE e TEM QUE TER Ragatanga. É o ápice de qualquer festa e momento! Além de cantar, o que tem? ISSO MESMO, COREÔ!!! ♥


Eu fiquei morrendo de vontade de 1) me jogar em um karokê e 2) ouvir todas as bagaceiras brasileiras que a gente ama. E atendendo essa minha própria vontade, compartilho aqui a playlist mais maravilhosa de todos os tempos criada e editada por, é claro, mim mesma. Dá o play, vista sua Dijean e saia plissada e vem! 

Você gosta que eu sei ♥ by Michele Santos on Grooveshark

Este post faz parte do Rotaroots. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se norotation.

Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Meme: 5 músicas que não podem faltar em um karaokê

. 02/09/2014 .
Paaaaaara tudo que meu setembro já começou com toda a lindeza que faltou em agosto, Brasil! Com algumas coisas boas (e pessoais) acontecendo, ele já começou com uma delicinha que me fez ficar com sorrisão no rosto: foi eu sair na seção It Girls da Capricho! Yeyeyeye! :) e aí, para "entrar no clima", eu vim postar esse look do dia lindo lindo. ♥ Vocês já sabem perfeitamente de como sou tímida para fotos, então, não preciso ficar com o mimimi de sempre hahaha. 












O vestido é da Cavalera, o coturno é Vivaice, o cintinho é Ebay e o colar é Riachuelo
Gostaram?

Curtiu? Então dá uma força e compartilhe o post! :)
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Look do dia: vestidinho e coturno