. 27/11/2014 .
AEAEAE, finalmente um look com o kimono que falei no post de achadinhos. Essas fotos foram feitas pela Marina no nosso lugar favorito de sempre: a pista da skate (ou Praça da Juventudo, como chama, de fato). A diferença é que, dessa vez, entramos na pista. A nossa sorte é que quase não tinha ninguém haha. Eu gostei muito de algumas fotos e do look. Aliás, é o look menos "rocker" do blog e o primeiro de salto alto!




Apesar do post estar com poucas fotos (é porque a Mari só conseguiu me mandar por Facebook e, vocês sabem, ele caga na qualidade), eu gostei muito delas e, quando eu pegar o arquivo original, atualizo com todas elas grandes <3 sou ansiosa e quis postar logo hahaha.

O kimono foi achadinho que contei nesse post aqui, a blusa e a saia são da Riachuelo e a sandália é Miezko. O colar é velho de guerra, também da Riachuelo. 

PS: o que é essa minha cara na foto do meio (das que tem três)? Eu não sabia se ria, fazia carão, se fechava a cara... Olha, Chandler Bing, definitivamente, me representa! HUIAEHIUHEAIEH

E aí? Curtiram? ♥ 
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Look do dia: kimono rosa

. 26/11/2014 .

Vocês vão até encontrar links "last season", mas é que esse post está salvo já tem pelo menos uma semana. Claro que dei uma atualizada nele e complementei com outras coisas lindas que vi por esses dias e ele ficou, assim, enorme. Sente-se confortavelmente, dá um play firmeza na música abaixo, pega aquele copão de Coca-Cola com limão e gelo e vem ler os links maravilhosos da semana!


Mais um texto incrivelmente maravilhoso do GWS. Uma reflexão do porquê nos sentirmos tão feias, nunca estarmos satisfeitas com nossa imagem no espelho e as dificuldades que encontramos para fazer o que deveria ser a coisa mais simples - que é nos amar. 

Não, Kylie Jenner não aplicou botox nos lábios - é algo muito mais doloroso 

A Fer do Fake Doll traz um texto bem pertinente sobre as dificuldades que encontramos em fazer amigos depois dos 20 anos. 

Vic sempre sambando com suas playlists maravilhosas, mas essa ganhou um lugar cativo no meu coração. Talvez seja por ter Incubus, Lorde, New Order, Taylor Swift, Pink, Bastille..........

Um post muito pertinente e com um dos filmes que mais gosto (e mais me deixa triste!!!). 

Só vi essa semana, mas no comecinho do mês a Rafa fez um post lindo para quem quer deixar o blog de roupinha nova e sem gastar dinheiro. É super completo e só tem bonitezas. <3

Resenha: Simplesmente Acontece - Plataforma36
Poucas vezes uma resenha me deixou com tanta vontade de ler o livro. Tá uma graça e eu tenho certeza que, após a leitura, você vai fuçar a Saraiva também!

15 fotos de Chay Suede que vão te ajudar a enfrentar o dia de hoje - Buzzfeed
Já tinha falado aqui que o bonito do Roobertchay tinha potencial. Só não sabia que ele podia melhorar uma manhã dessa forma! hahah

Vai ter mais post do GWS sim!! Dessa vez é um texto da Nuta, falando mais sobre o consumo de moda consciente - do qual eu faço parte.

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Links maravilhosos da semana #4

. 25/11/2014 .

Poucos álbuns me prenderam tanto nesse ano, como o 1989, da Taylor Swift. Ouço ele todos os dias, desde que ele "caiu na net" e não canso - e mais que isso, me identifico mais a cada música ou ela acaba tendo uma importância diferente pra mim. Parece até meio "romântico" dizer palavras do tipo, mas é bem isso. Tudo começou com Shake It Off, esse post e uma injeção de ânimo que aquela música divertida me deu em um dia bem cinza. E aí eu baixei o álbum e me apaixonei. De verdade. 

Acho uma pena a Taylor ser cricri e não permitir o álbum em sites de streaming (sobre isso, indico esse post aqui da Patty) porque o post ficaria muito mais completo. Mas enfim. Quando ouvi os primeiros toques de "Welcome To New York" eu já sabia que ela teria importância pra mim. Primeiro porque eu lembrava da Mari, segundo porque eu imaginava ela sendo trilha sonora de alguma coisa. E acabou sendo a música do vídeo do meu TCC.

~ Como a Taylor tá beeeeem chatinha com isso de não ouvir suas músicas na internet, o vídeo tá sem áudio - e acredite, ele só é legal COM A MÚSICA, então, antes de dar o play, dá o play aqui antes de dar play no vídeo:


A segunda música, Blank Space, fez com que eu me identificasse porque eu sempre (sempre, sempre, sempre!) me apaixonei muito fácil. Até chegar a conhecer um namorado, eu tinha me apaixonado intensamente trezentas e dez vezes. O clipe, então, fez eu me identificar mais ainda. Não por ser louca psicótica (até que sou bem tranquila hahah), mas por estar adquirindo, aos poucos, a habilidade de rir de mim mesma. Como a Taylor. 

Out of the Woods é outro amorzinho da vida. Com ela eu não tenho tanta identificação referente a letra, mas sabe aquelas músicas que você simplesmente adora? Então. Agora, lá para o finalzinho, tem Clean... Ah, Clean...

Clean fala sobre a catarse de um relacionamento. Eu me apaixonei por essa música não por associá-la a um namoro nem nada do tipo. Mas a esse ano. Vocês bem sabem o quanto a minha relação com 2014 foi conturbada. Com as coisas, finalmente, entrando nos eixos e ele em sua reta final, a sensação é a mesma: a de calmaria, a de limpeza após tomar uma grande chuva enquanto andava de bicicleta. Me vejo demais nessa música, mas adaptando ela a minha "situação". 

1989 chegou no final de 2014, mas já posso considerar ele como o álbum do meu ano. Algumas músicas marcaram passagens importantes e outras me fizeram pensar muito na vida. O álbum que mais mostra o amadurecimento da Taylor, me fez lembrar que o tempo está passando para mim também: e que tudo, tudo é aprendizado.

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

1989 - o álbum do meu 2014

. 24/11/2014 .
Sim mores, essa blogueira que vos fala VOLTOU e VOLTOU COM TUDO! Como eu havia prometido, assim que meu TCC fosse entregue eu voltaria de vez - e como promessa é dívida, aqui estou: tanto para contar sobre o DEZ do meu TCC quanto para falar dessa belezinha de layout novo. Isso mesmo queridíssimos, péssima semana na vida das inimigas. 


Vamos por partes, como diria o amigo Jack. Fazia muito, mas muuuuuito tempo que eu queria trocar o layout, mas eu não conseguia. Tenho uns cinco modelos aquarelados feitos e lindos, mas não adiantava, eu não conseguia ver o MOBIC ali. Um pouco era o peso do TCC que me impedia de realmeeeeeente pensar em algo, mas simplesmente não rolava - e acabou que o layout anterior foi o que mais durou em toda a história desse blog de três anos. Eu me inspirei em quatro blogs que eu amo para montar essa belezinha: o Borboletando (a tipografia), o Pequenina Vanilla (as flores), o Fake Doll (as cores e essa coisa coloridona que eu adoro) e o Fashionismo, para me dar coragem de colocar um muso no layout - e como não colocar Reinaldinho no meio das flores, né? hahah

A programação foi feita pela Rafaella Ribeiro que é dona do Coffeepocket, que é um blog liiiiiindo de morrer. Merece o clique, o favorito e o que mais você quiser! Enfim, estou bem apaixonada por essa nova roupitcha do MOBIC e espero que vocês estejam curtindo tanto quanto eu.

O layout é bem colorido (mas com as cores que eu mais gosto), tem gato (por razões óbvias: os meus quatro e a quinta, que é do meu namorado, mas amo como minha) e dessa vez traz "MOBIC" como nome, e não o My Other Bag Is Chanel. Se você não gosta muito, eu explico: eu já falei aqui que me arrependo um muito pela escolha do nome do blog. Ele é muito grande e em inglês, então para passar pra alguém, é um martírio. Quero reforçar a sigla, o MOBIC para, logo menos, comprar um domínio assim e simplificar tudo. Aliás, se tem uma coisa que eu quero mudar em 2015 é o blog inteiro: domínio, hospedagem, etc. 

TCC
E sim gente, ACABOU! Foi um filho que demorou um ano inteirinho para nascer, mas nasceu e conquistou a banca com um lindo e maravilhoso 10! Gente, sério, não tem satisfação maior do que seu TCC ganhar um 10, pelo amor de Deus, pensei que fosse chorar na frente de todo mundo hahaha. Depois que, de fato, acabou,  a sensação de alívio é muito grande mesmo - meu apetite mudou completamente, minha disposição e, olha, a melhor noite de sono do ano, até agora, foi a da noite de sexta-feira. 

Para a apresentação eu fiz um vídeo compilando todo o trabalho feito - ficou lindo e tá no Youtube simmmmmm (mas a música usada, Welcome To New York, da Taylor, não pode ser colocada na internet pq ela é muito valiosa pra internet etc etc etc quero dinheiro, então fica mudo e chato. Se você tiver a música no pc, solte junto com o vídeo - para ver o vídeo, clique aqui).

Nem acredito que estou sem esse piano nas costas. rs

E com tudo isso, só tenho uma coisa para dizer...


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

NOVO LAYOUT E 10 NO TCC! AEAEAE

. 22/11/2014 .


Gente, fazia mil anos que eu estava para fazer esse post! Mas vocês sabem como tudo estava corrido - MAS ACABOUUUUUU E ACABOU COM 10! (mas isso eu falo num outro post hahah). Ele é simples, mas pode servir de guia para quem está procurando baratezas eficientes. Estou mostrando os meus três últimos achados maravilhosos para você que quer comprar, mas quer gastar o mínimo possível. 


Vamos ao mapa:

- Calça Florida
Eu estou usando muita calça estampada porque tô magriiiinha magriiinha (gente, com essa história de TCC, foram-se 10kg para alguém que não podia perder nem 3! hahaha) então, para disfarçar, to usando muita calça estampada - e também porque adoro um look mais chamativo hahah. Essa calça florida eu comprei na Riachuelo por apenas R$ 40 dilmas. Essa qualquer pessoa que tiver uma Riachuelo por perto pode ir atrás - só não sei se ainda tem. 

- Kimono com franjas florido
Gente, esse foi o achado da vida, porque eu estava louca atrás de um kimono, como vocês já viram por aqui. Eu morria de dó de pagar mais de cem reais em um, aí, em uma das minhas garimpadas na Visual, achei essa belezinha pink florida e de franjas. Por apenas R$ 45 dilminhas. Foi o achado da vida e - pelo menos pra galera de Araçatuba - AINDA TEM!

- Protetor térmico capilar 
Esse foi uma surpresinha linda, porque comprei "no escuro" mesmo. Eu sabia que eu precisa de um protetor porque eu nunca deixo meu cabelo secar naturalmente - e sabemos o quanto o secador ferra o cabelo. Comprei essa da Avon, custou 14,00 e eu senti o resultado logo na primeira secada. Ele realmente dá uma protegida no cabelo ele fica até mais brilhante. 

Originalmente, nesse post ia ter o shortinho que usei nesse look do dia aqui, mas vocês já viram sobre ele, então... 

E aí? Curtiram? Gostam de ver esses posts de achadinhos por aqui?
Beijo beijo ♥ 

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Achados das últimas semanas

. 20/11/2014 .

1- Que não importa o quão adiantado esteja, sempre vai ter coisa pra fazer. 
Hydras não são apenas seres mitológicos ou a organização que nasceu com o Caveira Vermelha na Marvel e corrompeu a SHIELD não. Elas também são conhecidas como TCC e a cada trabalho realizado, mais dois surgem para serem feitos ~~pra ontem~~.

2- Quais amizades são verdadeiras. 
Se você faz o seu TCC com amigos e nessa altura do campeonato não saiu no tapa com nenhum deles e o amor continua ali, lindo e forte: ajoelha e agradece - a amizade de vocês realmente é forte e duradoura. 

3- Que a sala inteira vira seu amigo e confidente. 
Sabe aquelas pessoas que você só cumprimentava? Pois então! No último ano vocês todos vão virar melhores amigos porque todo mundo vai querer chorar sobre os prazos do TCC, sobre o tema que não flui, sobre o orientador... Todo mundo dá as mãos, senta e chora. 

4- Que nada é tão bom que não possa melhorar, segundo seu orientador.
Você pode sambar no seu artigo, monografia, produto, etc. Nunca vai ser o suficiente se tiver tempo até o deadline. Não adianta fazer um trabalho digno de nota 11: se tiver tempo, seu orientador vai fazer ele virar um 12! 

5- Que você não é tão confiante como acreditava ser. 
Você pode fazer stand-up em barzinho, tirar apresentações de letra, mas meu amigo... Vai chegar uma época em que só de ouvir falar em apresentação e banca, seu estômago vai afundar até seu pé e vão despejar icebergs nele.


E vai aprender que sim, o bagulho é louco...
...mas que vai deixar saudades. 

(Aproveito para contar que minha apresentação é amanhã às 20h e quero pedir muitas energias positivas. Quero também agradecer a orientadora mais foda do mundo - Kare9, te amo! - aos meus companheiros de grupo, aos meus pais e também à Xuxa. Beijo, Xu!).


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

5 coisas que você aprende com o TCC

. 19/11/2014 .

Eu sou uma pessoa muito ligada a música, como vocês já bem sabem. Para tudo na vida eu faço uma playlist, meus melhores momentos têm trilha sonora e eu, se tivesse nascido com talento, com certeza viveria disso. E é justamente sobre cantar que eu faço esse post. Tem músicas que a gente não consegue ouvir sem cantar. Tem músicas que a gente não consegue ouvir sem bater o pé... E tem músicas que a gente não consegue ouvir sem gritar, fazer falsete e ainda mexer a mão. Eu tenho uma lista de 6 músicas que eu, definitivamente, queria performar - com direito a efeitos luminosos, chuva de prata e todo o tipo de produção possível. A minha lista é bem eclética e verdadeira hahahaha, vai render risadas e te deixar com vontade de ouvir tuuuuudo isso. Olha!


6 músicas que eu queria performar

. 16/11/2014 .

Sei que as coisas não andam fácil pra você. Elas também não estão muito boas para mim e consequentemente para o nosso relacionamento também. Sei que pra gente nada nunca foi fácil. Muito pelo contrário, elas sempre foram bem difíceis. E como foram. Sei que desde que te conheci soube da sua profissão, dos seus planos, projetos e sonhos. Sei também que nada disso me assustou.

Já passamos por tanta coisa e olha onde estamos. Continuamos aqui, nem tão firmes, nem tão fortes, mas corajosos. Mergulhados em um mundo de incertezas que se chama amor. Penso todos os dias em como somos especiais; primeiro por viver essa loucura da qual chamamos de namoro, segundo por gostarmos desse namoro que parece mais uma loucura.

Somos tão diferentes e ao mesmo tempo tão iguais. Acho que a teoria de que opostos se atraem realmente faz sentido, quando utilizamos eu e você como modelo. Eu sou barulho e você é calmaria. Eu sou uma noite estrelada, enquanto você é o por do sol mais lindo que já vi. Você é tranquilidade em noite fria, é silencio e companhia mesmo quando nem se precisa de alguém.

Eu sou uma gritaria ambulante, uma confusão frequente e muitas vezes uma ausência constante até pra mim mesma. Mas com você o melhor em mim desperta, a maré alta, abaixa e toda aquela ressaca se transforma em mar calmo com noite de lua cheia. Você é sinonimo de paz em meio a guerra. É quem traz e se faz abrigo quando eu me sinto perdida. É quem me acolhe, cuida de mim e ainda por cima me ama.

Se eu pudesse escolher outra vez, escolheria você. Obvio, mudaria algumas cenas do nosso filme e deletaria um pouco da minha memória também, mas se Deus quis que fosse assim, tudo bem. Eu aceito viver esse drama, que as vezes ta mais pra comédia romântica com você. Te disse uma vez e repito, por onde for, serei sempre o seu par. Nós nos escolhemos e insistimos todos os dias para que tudo isso dê certo algum dia.

Já li em algum lugar que por mais louco e difícil que alguma coisa possa parecer, ela pode ter sido feita para dar certo, talvez não hoje, mas um dia. Acho que a gente é um caso desses. O mais legal disso tudo é que mesmo não dando certo hoje, a gente aceita numa boa o fato de não dar certo e segue se amando, lutando pra que isso realmente seja um plano de Deus em nossas vida.

Sério, nos admiro por ter a relação que temos, da forma que temos e ainda por cima sermos felizes assim. Acho que o futuro nos alimenta e a nossa certeza de dias melhores nos mantém fortes rumo aos nossos sonhos, planos e desejos. Enfim, hoje não é nenhum dia especial e também não é nenhuma data comemorativa que eu precise te falar tudo isso, mas eu senti vontade de escrever e de te falar o quanto eu gosto de você mesmo odiando essa distancia que nos separa e a dor que está no meu peito agora.

Embora eu possa parecer esgotada (eu realmente estou), eu aguento. Eu não vou desistir. Você sabe disso. Nós sabemos disso. Sei lá porque tem que ser assim. Já desisti de tentar entender. Tá foda. Ta bem foda. Na verdade ta foda pra caralho, mas e daí? Eu não quero outra pessoa e acredito que você também não, então se você me prometer remar comigo eu não desço desse barco por nada nem ninguém e sigo com você até o final. Com você, por você vale a pena remar, re-amar, amar.

Por você vale a pena

. 12/11/2014 .
Desde que o Adnet foi descoberto traindo a Dani Calabresa, não se fala mais em outra coisa. Uns ficam do lado da Dani, outros atacam o humorista e muita gente cuida da vida alheia. Mas não é sobre cuidar da vida alheia, certo e errado, ou qualquer coisa do tipo que vamos falar aqui não. A verdade é que com casos como esse, não tem como não se imaginar (ou, para alguns, relembrar) na mesma situação. "O que eu faria? Ai, e se fosse comigo?". É difícil pensar, né? É, eu sei porque tentei. Como fazia muito tempo que não rolava Papo Calcinha, vi a melhor hora de dar um sacode na seção mais democrática do blog. O tema foi composto por apenas uma palavra e rendeu muuuuuuitas linhas. E aí? O que elas acham sobre traição?


Gabi:
"Hum, fui traída, sou corna, e agora sociedade?"
Na verdade, você não deve nada a essa tal de sociedade, que insiste em julgar relacionamentos que "não dão certo". A traição, infelizmente, faz parte do cotidiano de muitos casais, algumas mulheres ou homens sabem que são traídos, mas deixam. 

Outros perdoam, outros não aceitam de jeito nenhum e até querem pagar na mesma moeda. Cada um com sua reação. Eu não sei o que faria, a primeira coisa que vem a minha cabeça, óbvio, é a não aceitação. Sério, se me traiu é porque não está satisfeito comigo, ou porque foi fraco e não resistiu ao tesão do momento. As vezes ele pode sim amar e trair, sabe o por que? Porque se deixa levar pelo momento, pelo tesão (Não que eu concorde, mas estou tentando ser justa). Mas, não que eu aceite e ache isso normal. Eu sei o quanto dói, ainda mais quando é exposto em mídia nacional, como o caso da Dani Calabresa. 

Na verdade cabe ao casal resolver e a pessoa traída decidir qual rumo seguir. São tantos argumentos. Eu não aceitaria, pode ser que se, eu amar realmente alguém, mude de ideia, porque quando você ama, você fica cego. Mas, acho inaceitável, poxa meu, tu resolveu namorar com uma pessoa pra trair assim? Ir pra cama com outra? Sério, não cola, não rola. Mas, e se você traísse? Hum. Realmente é algo polêmico. Mas eu partiria para outra, daria um tempo para essa ferida cicatrizar e continuaria a viver, sem amarras, porque traição é algo complicado, que, sinceramente, não entra na minha cabeça.

Marina:
Para mim falar de traição é muito complicado. Eu nunca fui traída (não que eu saiba) então eu não sei qual seria a minha reação. Eu nem sei, se eu sei como lidar com essa situação. É complicado falar que eu perdoaria, que iria engolir o meu orgulho, mandar todo mundo ir a merda e continuar a minha vida como se nada tivesse acontecido. Eu não sou assim. Eu gosto de remoer um assunto até o momento em que ele é resolvido e depois também (falha minha!). 

Ao mesmo tempo é complicado falar com certeza absoluta que eu não perdoaria. Até porque eu acredito em segundas chances, eu acredito em mudanças e que as pessoas podem fazer diferente. Por isso, falar sobre traição sempre vai ser extremamente complicado para mim. Não fiquei ai pensando que eu iria agir com calma. Eu não iria. Eu sou impulsiva, eu sou chorona, eu grito, berro, faço escarcel e meu bem, mimmm segura que eu posso até bater nos dois!

Tudo depende, principalmente relacionado ao momento que o casal está vivendo. Só quem vive em um relacionamento sabe o que se passa dentro dele, o que é bom para mim no meu, pode não funcionar no seu, e quando um tenta meter o bedelho no relacionamento do outro grandes merdas acontecem.

Enfim, é complicado e eu confesso que to confusa. :(

Patrícia:
Traição é o tipo de atitude inaceitável que com toda certeza do mundo não merece perdão. O próprio nome já diz: t-r-a-i-r. Trair vai além do ato da traição em si. Pelo menos pra mim trair não é só ficar com outra pessoa quando se está um relacionamento sério. Isso é o de menos. Foda-se a puta que ele pegou! Trair é mais que qualquer vadiazinha de bar. Trair é ter a coragem de fazer isso sem ter a decência de comunicar ao outro que está traindo. 

Trair é mentir, enganar, omitir e esconder. É fazer o outro de bobo. É rir dele pelas costas, é escrever na testa da pessoa a palavra otário. Trair é esquecer tudo de bom que você sente por aquela pessoa que está com você e simplesmente jogar fora tudo que vocês construíram juntos! Trair vai além da biscate que estava com ele.

E isso não só para relacionamentos de homens e mulheres, casais em si. Mas sim em qualquer tipo de relação. Como pais e filhos, amigos, sócios e etc. Trair é trair em qualquer lugar do planeta e aposto que não existe um lugar no mundo onde isso seja uma atitude admirável.

Eu não consigo entender o que se passa na cabeça daquele que tem a coragem de cometer a traição. Não consigo raciocinar como um traidor, como um mentiroso, como um ser capaz de ignorar a confiança do outro. Sou incapaz de fazer um mal tão grande a alguém que confie em mim. Até porque confiança é o tipo de coisa que se conquista e que não se perde por nada nesse mundo. Porque uma vez perdida.... Pode não ser nunca mais recuperada. Me diz qual relacionamento no mundo vai conseguir ser o mesmo depois de uma traição? Me diz que mulher desse planeta consegue digerir uma mentira? Sério... Me de algum exemplo de casal feliz pós traição e eu juro que mudo minha teoria. Porque realmente eu sou extremamente careta quando o assunto é esse. Me desculpa, mas amor, respeito e confiança pra mim é coisa séria.
A partir do momento que eu sou especial o bastante para alguém estar comigo, eu quero ser especial o bastante para ela vir até mim e falar: olha, está uma merda esse namoro então eu não quero mais. Conheci alguém interessante e to caindo fora!

ÓTIMO!!!! Mais sinceridade, por favor. Quebre um coração mas não quebre a confiança. Apenas.

Tati:
Traição pra mim não é ~apenas~ o ato do parceiro beijar outra garota, ou ter uma amante, ou uma família fora do casamento e por ai vai... Traição não é o ato em si de forma isolada. Eu, particularmente, sou MUITO ciumenta. Ciumenta mesmo! E por isso meu olhar no que tange a traição é tão abrangente... eu nao acho que trair seja você deixar a namorada em casa e ir ficar com outra garota enquanto a namo pensa que vc foi pra casa dormir.. não acho que seja apenas isso! Trair é a quebra da confiança. Dentro de relacionamentos entre casais, entre familiares, amigos, amigos de trabalho. 

O ser humano é tão pobre de caráter que trai, às vezes, por ego (satisfação em transar com mais de uma mulher num dia), ganância (passa o amigo do trabalho pra trás pra alcançar algum posto), na confiança de um familiar ou de um grande amigo. mas afinal, pra quê? É necessário todo esse ego lááááá em cima? Sério? Uma vez eu vi uma mensagem de um amigo pra outro amigo dizendo que havia deixado a garota que ele ficava frequentemente (hoje eles namoram mesmo) na casa dela e uma outra garota estava trocando mensagens com ele, foi aí que ele mandou o whatssapp pra esse meu amigo e eu vi, com o seguinte conteúdo: "segunda do dia... não posso perder mais uma transa, né?" isso me marcou muito e na minha opinião é SIM uma puta traição e mais do que isso é FALTA DE CARÁTER!

A necessidade de se auto-afirmar macho, o comedor, o gostoso... Puta que pariu né? Traição pra mim vai desde um olhar até o sexo. eu sou tããããão neurótica com traição que acho o fim da picada pornografia. PORRA! Saber que o seu parceiro se excita (ainda que seja com uma imagem intocável) com um corpo que não é o seu, me poupe né! EU não aceito!!! me julguem hahaha quanto ao perdão, é difícil falar porque até eu saiba nunca fui traída... Nunca passei por essa situação talvez eu perdoaria, talvez não depende da circunstância, da situação que o casal vive... Porque eis uma coisa que só eles podem falar com propriedade e analisar se tem ou nao direito a uma segunda chance
mas sinceramente, nao tenho uma opiniao na ponta da língua do tipo "traição não perdoo" ou "todo mundo merece uma segunda chance". Não sei :(

Flávia:
Preciso começar dizendo que não acho legal trair, mas também não vejo como a pior coisa do mundo. Acho meio ingenuidade pensar que o cara só vai ter tesão em você pra sempre. Ter um caso fora do relacionamento é uma coisa que acontece por muitas motivos, inclusive porque simplesmente deu vontade. Acredito que trair não signifique falta de amor ou infelicidade no namoro ou casamento. Claro que também têm isso, mas acho que é possível você amar alguém e ao mesmo tempo desejar outra pessoa.

Esse tipo de traição que o parceiro (a) tem um caso longo e que envolve sentimento eu não perdoaria, acho deslealdade, porém quando se trata apenas de uma noite, acho que eu poderia perdoar se houvesse sinceridade e honestidade da parte do traidor. Pra mim, a grande dificuldade de perdoar uma traição é conseguir seguir em frente e esquecer o ocorrido, pois não vale a pena dar uma nova chance para o relacionamento se for para ficar jogando na cara e punindo o parceiro.

Minha opinião:
Olha, se tem um tema que é foda, é traição. É foda porque eu fico em um conflito muito grande, mas já antecipo: não concordo, não perdoaria. E sou enfática. É aquela coisa, nós nunca sabemos se estamos sendo traídas, né? Mas eu até entenderia a traição, daí o conflito que falei. "Então você perdoa, né?". Não. Eu digo que até entenderia um interesse por outra pessoa. Sofreria caso descobrisse? Nossa, não consigo descrever o quanto. Minha autoestima seria destruída, minha segurança seria zero e etc etc. Mas compreenderia, afinal, não é algo do qual estamos imunes. Imagine se existisse uma vacina para isso? hahaha. Mas entender a traição, em si, não entendo e não aceito. Não dá para ficar tudo bem e tem que ter muita segurança para conseguir conviver com o fato de que o parceiro trocou o que vocês tinham por uma outra experiência - que ele sabia que seria passageira. Eu sou a pessoa mais insegura do mundo e, de maneira alguma, conseguiria conviver com isso - nem mesmo se fosse um "we were on a break'

Eu acho que a traição, no caso de um relacionamento, vai muito além do "pegar outra pessoa". Vai na predisposição da pessoa em fazer algo nas suas costas, do "foda-se" dele para os seus sentimentos - porque ele não é idiota, ele sabe que você sofreria MUITO -, da forma com que ele colocou o relacionamento em risco, da exposição que ele te sujeitou sem pensar em você. A traição nada mais é que um caso de puro e extremo egoísmo. E se a pessoa está disposta a passar por cima de tudo o que você sente por ela, por que continuar? 

Eu tenho uma "coisa" com esse assunto por causa de experiências passadas - não com namorados - e acho inaceitável. Eu costumo brincar que "ninguém tem uma arma apontada na cabeça de outra pessoa que o obrigue a namorar". Se tá querendo pegar outra pessoa e essa vontade está tão grande a ponto de pensar em magoar alguém que você diz que ama, termina. Porque se você está pelo menos ponderando, não é mais amor.


*o Papo Calcinha não representa a opinião do blog, a não ser a parte grifada com "minha opinião". É um espaço onde seis amigas conversam e expõem seus pontos de vista individuais. ♥

Papo calcinha #8: Traição

. 11/11/2014 .
Estava na minha habitual correria do dia-a-dia quando recebi um e-mail da Laryssa, da Farfetch. Foi uma surpresa primeiro por já conhecer a loja - que incrível e tem marcas incríveis e é mega famosa -, segundo foi que a Lary me enviou esse infográfico como uma sugestão de post que combinaria super com o MOBIC. Esse post, para começar, não é nenhum publieditorial nem nada - eu realmente achei o infográfico muito bem feito e bem legal para quem é, assim como eu, curiosas pelo mundo da moda. Se você se interessa pelo assunto, mesmo que um pouquinho, também vai curtir! ♥












Eu achei essas caricaturas e as declarações INCRÍVEIS ♥
E vocês, curtiram? Aqui no blog até tem uma categoria sobre ilustrações, mas é mega abandonada. Vocês gostam? Acham que vale a pena "reativar" ela?

Beijo beijo <3 


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Infográfico: os ícones da moda que você precisa conhecer

. 09/11/2014 .
Olarrrr! Hoje tem look do dia pra vocêssss! - e fazia tempo que não tinha, hein? - esse é bem simplezinho, mas muito eficiente para o calor de Araçatuba 40º. Sério gente, aqui o negócio é feio, como eu já falei em vááários outros posts. Eu tinha prometido um post sobre uns achadinhos que fiz aqui em Araçatuba para as minhas leitoras conterrâneas, massss, como meu tempo tá curto e etc, vou indicar aqui pelo menos onde comprei esse shortinho - que foi um megaaaaaaa achado. Aliás, esses shortinhos meio "shortinho de boxe" tem um nome correto? Tem o nome da tendência, etc? Tô meio por fora das muódas hahaha. Mas sem mais mimimi, eis meu look curtinho, fresquinho e lindinho ♥ 






Vocês gostaram? Eu to apaixonada por esse shortinho e, embora tenha usado ele por dentro da blusa, fica uma gracinha por fora e com o cordãozinho aparecendo.

Para quem é de Araçatuba, esse shortinho tem na Visual por um preço tão, mas tão lindo, que não vou nem falar por aqui. Vocês têm que ir lá comprar! Tem várias estampas, tamanhos, etc. Um sucesso!

A sandália é da Dakota (foi uns R$ 50,00), a blusinha é básica e da minha irmã, o anel é do AliExpress (custou uns US$ 0,99) e a pulseirinha de olho grego também é baratérrima e foi em uma lojinha chinesa do centro. 

Curtiram? ♥ 
Beijo beijo! 

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Look do dia - shortinho florido e calorrrr

. 03/11/2014 .

Quantas pessoas você tem em seu Facebook? Quantas você segue no seu Instagram? Quantos "conhecidos" tem em seu WhatsApp? Provavelmente suas respostas foram "mais do que o necessário", e por necessário entenda "pessoas que não fazem parte do seu círculo social". Isso é rede social, é o intuito da coisa, o mundo está assim hoje, aceite, etc etc. Eu, como grande entusiasta das redes que sou, me vejo em um conflito: porque sei da necessidade de um bom network e também temo por esse excesso de opções ao qual nos deparamos hoje.

Muitas vão dizer agora que é insegurança. Mas eu duvido que você, leitora gata, segura e cheia de saúde, não tenha pelo menos um coisinha ao ver o namorado curtindo foto daquela menina que só tira fotos mostrando os peitos - que são maiores e mais bonitos que os seus. Pode não ligar, mas que sente uma coisinha, sente. O negócio é que hoje, com as redes sociais, aquela "olhada na rua" se torna pública. Mas não é sobre isso que eu quero falar não, eu quero falar é sobre esse excesso de opções, falta de sororidade e de como os relacionamentos estão efêmeros. 

Com as redes sociais, algumas pessoas perderam o respeito. É homem comentando em foto de menina que tem namorada, é a menina querendo dar em cima do namorado da amiguinha, é o amiguinho curtindo todas as suas fotos e ainda chamando de gata e pouco se fodendo para seu relacionamento linkado no perfil. Ninguém se coloca no lugar do outro e aquela disputa bemmmm comum entre pessoas de autoestima ruim é potencializada. Para algumas pessoas, despertar o interesse de outra, que já tem alguém, é mais que uma conquista. É um troféu. E isso que é o triste da coisa.

Se você perguntar para qualquer pessoa que tenha um relacionamento duradouro - principalmente um casamento - você vai perceber três coisas: 1) 87% delas têm mais de 30 anos e não usavam redes sociais, 2) são pessoas que têm em suas listas de amigos poucas pessoas - apenas amigos e familiares, de fato. 3) o relacionamento é duradouro, mas é marcado por muitas tretas geradas, é claro, pelas redes sociais. Se você namora, fica a pergunta: quantas vezes você já não brigou com seu namorado por alguma coisa relacionada a redes sociais? Pois é. 

O filme Her aborda um pouco sobre esse excesso de opções. Se você não assistiu ainda, atente-se ao spoiler: quando Samantha começa a conversar com mais de 2.000 outros softwares diferentes, ela para de dar atenção ao Theodore e, consequentemente, perde o interesse. São pessoas que são mais parecidas com ela e, logo, faz com que ela "enxergue" o seu atual como algo que não te serve mais. Acho essa parte do filme uma claríssima referência o que estamos vivendo agora.

Com tudo isso, todos esses problemas, toda a falta de respeito e empatia e com as coisas que ando vendo, fico desacreditada de relacionamentos. Não desacreditada, até porque estou em um e seria meio idiota eu não acreditar em algo do qual faço parte, o que quero dizer é que fico torcendo porque sei o quanto está difícil passar por essa onda. Sempre que vejo uma atualização de namoro no meu feed eu fico imensamente feliz e torço, sinceramente, para que seja bom. Duradouro. Porque hoje, com tudo isso, a impressão que eu tenho é que namoros estão fadados ao término e que você sempre vai ter uma opção melhor. É como se a galera estivesse com "o que tem pra hoje" e sempre estivesse com olhos abertos para o que o feed te mostrasse de melhor. 

Mais uma vez ressalto esse post do Disco Punisher que fala sobre o Manual dos Relacionamentos nos dias de hoje (foque nos tópicos 12 e 13, que têm tudo a ver com esse post). Com tudo o que está rolando hoje, eu considero pessoas que se comprometem com um relacionamento mais que sortudas: vitoriosas. Porque se um relacionamento sempre precisou de dedicação para fazer dar certo, hoje, ele precisa de muito mais. Paciência e segurança em dose dupla, principalmente. 

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Relacionamentos: Sobre o excesso de opções das redes sociais

. .

Gente, tô quase lá e sou quase jornalista! Eu não vou pedir desculpas e etc etc porque esse período de recesso está acabando e logo menos vai ter tanto post, mas tanto post, que vocês vão pedir pra eu parar! Hahahahah mas, enquanto isso, eu vou correndo para tudo dar certo e enchendo vocês de promessas. Pior que eu tenho posts salvos nos rascunhos, mas não consigo tempo de editar as fotos e publicar - pois é. A vida está tão corrida que, quando chega o final de semana, uma foto me define:


Enfim, esse post é para uma coisa em especial: quero apresentar para vocês o meu TCC, que é o Site Lipstick. Meu grupo (eu, Gabriel, Flávia e Pat - sim, Flávia e Pat do Papo Calcinha) produzimos um site de jornalismo feminino on-line e regional. O resultado ficou bem legal e estou aqui para fazer duas coisas. A primeira é apresentar o site para vocês e pedir opiniões (mas só coisa boa, tá? Nossa apresentação já é dia 21, não dá pra mudar muita coisa, então, críticas negativas só após esse período, please hahahaha). 

E a segunda é convidar vocês para aparecerem no nosso vídeo de apresentação eeeee participar da nossa ação de divulgação. É fácil: é só postar uma foto de algo que seja Indispensável para você e marcar com a hashtag #indispensávelcomolipstick. Pronto, vai compartilhar o que te faz feliz e ainda me ajudar no TCC.

Me mandem muitas energias positivas nesse período e que toda essa zica acabe logo.

Miss you all <3

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! <33
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
Twitter  ♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube

Keep calm and #formamichele