Search

menu
categories

. 31/12/2014 .
Vocês sabem a minha relação com esse ano, não é mesmo? Eu encho a boca para falar do quanto 2014 foi horrível, mas quando vamos fazer essa espécie de balanço do ano, vemos que o ano que tanto reclamamos não foi tão mal assim. Ele foi difícil, duro, mas teve coisas maravilhosas, também. Para esse post, me inspirei no post da Carol, do RGB, que elencou fatos de acordo com "categorias". Vou fazer da mesma forma: além de mais divertido, fica mais leve, também. ♥


Esse ano não foi o ano das baladas como foi 2013, até porque eu namoro e o pique diminui. Mas rolou muita coisa legal mesmo. O destaque do ano foi o Lollapalooza, é claro, que além de ter sido um trampo sensacional, foi uma puta balada. A Vaca Loca desse ano foi incrível, também, principalmente a manhã - que eu nada mais fiz do que sentar na grama e ficar de boa hahaha. Foi mais legal que a noite branca e me deixou com muita vontade da próxima. Semana passada fui na Striking com os amigos e foi incrível, também! Sendo assim, destaco as três festas do ano.


Toda pessoa fala a mesma coisa do último ano da faculdade: é foda. E foi mesmo, mas, sinceramente? Esperava que fosse ser bemmmmm pior. Acho que por ter as pessoas certas ao meu lado e pelo tema ser algo pelo qual somos apaixonados, tudo fluiu tão bem e tudo ficou tão incrível que o 10 veio sem tanta surpresa (claro que ficamos surpresos e felizes, mas no fundo no fundo, sabíamos que o trabalho valia nota máxima). Esse último ano foi incrível e nunca pensei que minha sala pudesse ser tão unida. Tudo que era responsabilidade nossa, foi feito com maestria e sem desculpas de "estamos fazendo o TCC, podemos ser relapsos". Foi incrível e já morro de saudade de cada um dos jornalindos da turma 2011/2014.


Cerveja! Taí uma coisa que eu não gostava de jeito nenhum e sempre me diziam "relaxa, você vai aprender a gostar". Eu achava impossível, mas já é um fato: em finais de semana insuportavelmente quentes, clamo por uma ~~Stellinha~~.


Modern Family! Foi a melhor descoberta do ano em relação a seriados porque é sensacional de verdade. É um humor muito sutil, inteligente e os personagens são muito bem construídos. São todos extremamente diferentes uns dos outros e todos convivem em perfeita harmonia. Quer dizer, até tentam hahah. Como disse (promessa para 2015), quero fazer um textão sobre MF e razões que farão vocês assistirem, porque sinceramente, é uma das melhores séries de comédias de todas.


COME AND GET YOUR LOOOOOOOVE, PAMPAMPÃRAMMMPÃ. Poderia citar um filme cult lindo que eu vi esses dias, mas vou citar Guardiões porque foi, definitivamente, o filme do ano. Já falei muito dele por aqui (nesse post aqui e nesse aqui também). Não tem como, meu coração está com Star Lord. ♥


Claro que é Medianeras! Eu amei tanto esse filme que eu não consigo nem descrever. Ele retrata os relacionamentos de hoje em dia e como a internet, que nos aproxima do mundo, pode nos afastar de pessoas, de uma forma tão simples e maravilhosa que eu fiquei apaixonada. Pena que o filme é curtinho . É incrível e também, um dia, farei um post só sobre ele.


1989! Sem dúvidas! Veio no finalzinho do ano e já ganhou meu coração de todas as formas possíveis. Também já falei só dele aqui. Taylor decidiu me descrever através de suas músicas e a paixão foi inevitável. 


Esse foi o ano em que me identifiquei pra caramba com o episódio "The Leap", de How I Met Your Mother, porque sério, 2014 fez eu provar de tudo. Não teve um só "setor da minha vida" que não foi abalado nesse ano. Foi bem foda, mas a sensação que eu tenho é que tudo foi necessário e que em um único ano eu cresci pra caralho. E que além do hábito de falar muito mais palavrões, eu acredito que, lá na frente, vou ver que cada pedra que me fez tropeçar nesse ano vão ser fundamentais no futuro. Assim como foi com o Ted. ♥


E para 2015 ficam os pensamentos bons, as boas promessas a esperança de que vai ser um ano incrível e toda a vontade do mundo de fazer tudo diferente. <3

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Sobre 2014

. 29/12/2014 .
 
E estamos na última segunda-feira de 2014 com a graça de Deus, aeeeee! Amanhã vou publicar um post com a minha retrospectiva "pessoal", que vai ser uma união de uma proposta dos temas do Rotaroots e de um outro blog que eu amo. Só não publiquei ainda porque preciso terminar as montagens para o post. Como vi vários blogs que eu leio postando os posts mais lidos do ano, decidi fazer também. No ano retrasado eu fiz (clique aqui para nostalgiar com o primeiro aninho de vida do MOBIC e aqui para ver a do ano passado) e decidi fazer hoje também. Neste ano vocês puderam conferir 223 posts lindos e autorais (ou seja, sem reproduções) que, mesmo pequeno, deu um trabalhão para fazer. Mas vale a pena por cada comentário, cada like e cada mensagem que vocês me mandam dizendo que o blog é legal e vocês se identificam. Sério, elogios valem mais que Oscar! (Fica a dica, Leo DiCaprio).

Enfim, vamos aos posts mais lidos do ano!

A nerdaiada representando aqui no MOBIC. Apesar de não ser o foco principal do blog, vira e mexe eu sempre posto alguma coisa relacionado ao universo dos heróis que eu tanto sou apaixonada. Esse post sobre possíveis atores para viverem o Dr. Estranho veio de uma conversa com meu namorado e decidi fazer um post. Na época, a especulação era válida, mas hoje já temos o veredicto: Benedict Cumberbatch vai dar vida ao herói místico. 

2014 foi o ano dos posts de comportamento aqui no blog. E as 47 coisas que as mulheres gostariam que os homens soubessem foi um dos destaques. Nessa lista, elencamos coisas básicas e simples que, muitas vezes, os homens nem imaginam que façam diferença na nossa vida - mas acredite, fazem bastante!

Enquanto você se deparava com listas de filmes românticos para assistir ao lado do mozão no dia 12, o MOBIC pensou em quem ligou o foda-se para essa data e fez uma lista de filmes nada-românticos para você se distrair da data mais romântica do ano.

Roobertchay chegou assim: do nada. E não demorou nadinha para conquistar nosso coração. Nesse post, que foi feito logo após a aparição do ex-RBD como o comendador Zé Alfredo, eu apresento um pouquinho do boy para você. 

Ai esse mundo da moda que te leva do amor ao ódio em poucos acessórios. Nesse post eu separei 7 tendências que não saíram da boca do povo quando foram escolhidas como "trend" e, quando os críticos menos esperavam, lá estavam de quatro pelo ítem controverso. É uma lista pessoal, mas tenho certeza que você vai se identificar - afinal, ele está em nossa 6ª posição de post mais lido do ano.

São 11 verdades escrachadas na sua cara que, por mais óbvias que possam parecer, raramente nos damos conta. Não, relacionamento não é rosa e fácil. Muito pelo contrário - exige dedicação, paciência e mais amor do que se imagina.

Gente, esse post foi uma palhaça e até hoje rende muuuuuitos cliques! Eu fiz porque o Oda postou uma foto "dele no BBB" e eu tive a ideia de fazer essa com blogueiros. Com certeza vou fazer a segunda edição agora em 2015 com novos nomes da blogosfera. Mas como sou aparecida - e mudei muito em um ano - estarei lá de novo, porque sou dessas e quero outra chance, Bial!

Outro post que foi bem de brinks e rendeu bastante. Fiz uma lista imaginando um How I Met Your Mother made in Brasil e em quem poderia viver os nossos amados personagens. Essa lista teve amor e ódio e, com isso, foi o terceiro post mais lido do ano!

Esse foi o primeiro tema do Papo Calcinha e é o segundo post mais lido do blog. Muita gente chega ao MOBIC ao digitar "celular do namorado" no Google. Acho ótimo, porque além desse termo, alguns mais graves como "quero descobrir a senha do celular do meu namorado", "meu namorado me trai pq não me passa a senha?" e coisas assim redirecionam a esse post que mostra, através de 6 pontos de vista diferentes, a mesma situação e em como ter o seu espaço é privacidade é fundamental. Eu meio que considero esse post como "serviço", porque ele pode confortar corações mais ansiosos e inseguros.

Esse é um dos posts mais engraçados do blog e foi o mais lido do ano todo. Percebemos que ex-sem-noção é mais comum do que imaginamos e que muitas delas precisavam ler esse post amigo. Também foi um post que dividiu opiniões, recebi comentários mal-criados e outros cheios de amor. Foi bemmmm compartilhado nas redes sociais e fiquei muito feliz com a repercussão. Aliás, você já leu?

E apesar de eu reclamar tanto de 2014, na questão conteúdo para o blog, definitivamente foi um bom ano! <3

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Bombou: os posts mais lidos em 2014

. 22/12/2014 .

Fazia um tempo que estava para escrever esse post, mas hoje finalmente tomei vergonha e vim falar com vocês, pessoas viciadas em séries - como eu -, sobre as que estou assistindo e o que estou achando de cada uma delas. Como também estou revendo The OC e pretendo fazer um post imenso sobre ela futuramente, coloquei nessa lista apenas as séries que estão em exibição. Começando a lista pelo meu guilty pleasure... 

Supernatural: 
Vocês sabem meu amor por Supernatural e tudo, mas confesso que depois da quinta temporada, a série, por mais que alguns episódios sejam incríveis, não me empolga da mesma forma. A décima começou e eu ainda não consegui ficar como fiquei até em alguns episódios da nona (tipo a trama de Caim, que eu achei bem legal, mas agora tá "bleh"). Espero que ela engrene novamente, embora duvide muito. É o tipo de série que deveria ter terminado e, quando terminar, vamos agradecer internamente, por mais que a saudade doa um pouquinho. 

Modern Family:
A melhor descoberta dos últimos tempos. Estava à toa na Netflix e resolvi dar chance a essa série que sempre leva o Emmy de melhor série de comédia. E merecidamente! É MARAVILHOSA e eu estou indicando para todas as pessoas que eu conheço porque é brilhante. É inteligente, o elenco é incrível de verdade, e sério, eu quero fazer um post só sobre Modern Family porque ela merece. O Phil é maravilhoso e eu sou muito ele (quem assiste, sabe o perfil dele), o Manny é uma fofura, a Gloria uma maravilhosa e linda, Mitchel e Cam melhor casal da vida e, ai vocês precisam assistir! Estou amando mesmo e está, atualmente, na sexta temporada.


Gotham:
Comecei a ver Gotham por duas razões, embora não goste muito do Batman: Ben McKenzie e os teasers, que eu achei muito bem feitos. O primeiro episódio é incrível e te deixa sem fôlego, mas acho que ainda falta um pouco para engrenar, embora eu esteja muito otimista. Como está em sua primeira temporada e primeiros episódios, fica difícil avaliar, mas posso dizer que a produção dela é maravilhosa (é uma série linda, visualmente falando) e estou gostando bastante do elenco, menos da Barbie que é namorada do Gordon e da policial com quem ela teve um rolo. 

Orphan Black:
Essa é outra série que tira o fôlego, embora eu ainda não tenha terminado a segunda temporada. A primeira temporada eu vi em três dias -, mesmo com os episódios tendo quase uma hora, o que me dá uma mega preguiça. É uma história de ficção científica que não me agradaria pelo roteiro, mas me agradou 1) pela atuação sensacional da Tatiana, 2) o elenco é muito bom e as roupas da "Beth" são maravilhosas e 3) Paul, migas. Enfim, a primeira temporada te tira o fôlego e a segunda, embora boa também, não tem essa adrenalina toda - embora o assunto se estenda em coisas mais complexas, etc. É muito boa mesmo e tem a primeira temporada inteira na Netflix. 

Orange Is The New Black:
Não preciso falar do meu amor por OITNB porque até post sobre a série eu já fiz aqui. Apenas que estou ansiosíssima para a terceira temporada e estou chocada com o fato do Pornstache ser MARAVILHOSO SEM BIGODE. 


E aí? Quais séries vocês assistem? Me contem! Séries nunca são demais na minha vida hahaha

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

As séries que estou assistindo - e o que estou achando delas

. 20/12/2014 .
Hoje é sábado e é dia de festinha! Fazia mil quatrocentos e quinze anos que eu não curtia uma baladinha com os amigos e hoje é dia! E para deixar o esquenta ainda mais legal, fiz uma playlist com o que provavelmente vai tocar hoje (ou que eu gostaria de tocar) pra você ser possuído pelo ritmo Ragatanga e deixar a pista pequena!



Agora é só pegar os amigos, combinar os passinhos na garagem e arrasar! ♥ 


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Playlist: Papapapapapaparty!

. 16/12/2014 .
Sim, aqui estou mais um dia sob o olhar sanguinário do vigia uma vez fazendo mais uma wishlist. Mas eu tenho uma boa justificativa além do consumismo barato: eu e mais 14 blogueiras lindas, maravilhosas, talentosas e cheirosas estamos participando de um amigo secreto lindo eeeee elas precisam saber o que eu quero. Escolhemos um precinho camarada porque vamos gastar com envio, sedex, etc. porque o principal, nessa brincadeira, vai ser a troca de amor entre a blogosfera. No dia 15 receberemos os presentes e vamos fazer o unboxing e postar depois. Mas, como o dia 15 ainda está longe e minha amiga secreta precisa saber o que eu quero ganhar, vamos à wishlist dos bróder


Livro: A Redoma de Vidro (clique aqui) // Terceira temporada de The OC (clique aqui) // Tattoo Chocker (clique aqui) // Chocker camurça (clique aqui) // Agenda Imaginarium "Great Things Are Coming" (clique aqui) // Batom líquido Dailus - cor Sissone (clique aqui) // 1989 - Taylor Swift (clique aqui). 

UPDATE: MIGA SECRETA, ganhei ONTEM o livro A Redoma de Vidro!!! 

Pronto! Agora aguentem a ansiedade para saber o que vou ganhar e de quem! ♥ 

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Wishlist dos bróder - mais ou menos 40 conto

. 15/12/2014 .
 
Eu sempre fui uma pessoa clara. Apesar de geminiana (indecisa) e de me dizer indecisa sempre, eu, no fundo no fundo, sempre soube o que eu queria. Tem um texto da Martha Medeiros que fala exatamente isso. Depois colo ele aqui. Mas enfim. O fato é que a gente sempre sabe o que quer. 

O negócio é que eu sempre fui clara, mas não decidida. Sempre interpretei meus sentimentos com toda a clareza do mundo, só não fazia nada sobre eles. Eu sabia o que queria fazer, o que não gostava, o que me fazia bem e o que me jogava no chão. Era transparente como água. Mas as decisões nunca vinham.

Quando a tia gordinha te pergunta se você gosta de uva passa no arroz e você não tem intimidade o suficiente para dizer que "NÃO, POR DEUS, MULHER!", você esboça um sorriso amarelo e diz "ok". Ou ás vezes um "Tanto faz". Depende da sua disponibilidade em ser legal.

Mas você sabe que não é ok. Nem tanto faz. 

Quando perguntam para você sobre o que achou daquele quadro do Romero Britto para o Neymar, e você está falando com o maior fã do Romero Britto, você sorri e diz "Genial", quando sua vontade era dizer "Uma grande m...".  Você não o diz em respeito aos sentimentos do outro, por mais que vá contra os seus.

Quando o namorado te pergunta se você o ama a ponto de mudar por ele, você responde que "Sim". Mas sua vontade era dizer "Socorro, me leve daqui!". Você insiste. Um pouco porque tem medo dos seus próprios sentimentos e, muito, por medo de machucar a outra pessoa.

O fato é que sempre sabemos. Sabemos o que sentimos, o que queremos. Afinal, quem, se não nós mesmos, para entender nossos próprios pensamentos e sentimentos?

Ás vezes esses sentimentos podem parecer ruins até para serem pensados. Você pode se sentir egoísta por ter eles tão alojados em sua cabeça. Mas eles estão ali, influenciando suas vontades, sua vida. Queremos colocar outros sentimentos por cima dessas certezas - que no fundo, sabemos que são certezas - apenas para não machucar o outro. Ou nos machucar, porque isso acontece, também. 

Mas não adianta. Não importa o que você faça ou quanto tempo adie.
A gente sempre sabe o que quer. Ás vezes nós é que não aceitamos. 

* * *

"Não sei o que está acontecendo comigo, diz a paciente para o psiquiatra.
Ela sabe.

Não sei se gosto mesmo da minha namorada, diz um amigo para outro.
Ele sabe.

Não sei se quero continuar com a vida que tenho, pensamos em silêncio.
Sabemos, sim.

Sabemos tudo o que sentimos porque algo dentro de nós grita. Tentamos abafar esse grito com conversas tolas, elucubrações, esoterismo, leituras dinâmicas, namoros virtuais, mas não importa o método que iremos utilizar para procurar uma verdade que se encaixe em nossos planos: será infrutífero. A verdade já está dentro, a verdade se impõe, fala mais alto que nós, ela grita.

Sabemos se amamos ou não alguém, mesmo que esteja escrito que é um amor que não serve, que nos rejeita, um amor que não vai resultar em nada. Costumamos desviar esse amor para outro amor, um amor aceitável, fácil, sereno. Podemos dar todas as provas ao mundo de que não amamos uma pessoa e amamos outra, mas sabemos, lá dentro, quem é que está no controle.

A verdade grita. Provoca febre, salta aos olhos, desenvolve úlceras. Nosso corpo é a casa da verdade, lá de dentro vêm todas as informações que passarão por uma triagem particular: algumas verdades a gente deixa sair, outras a gente aprisiona e finge esquecer. Mas há uma verdade única : ninguém tem dúvida sobre si mesmo.

Podemos passar anos nos dedicando a um emprego sabendo que ele não nos trará recompensa emocional. Podemos conviver com uma pessoa mesmo sabendo que ela não merece confiança. Fazemos essas escolhas por serem as mais sensatas ou práticas, mas nem sempre elas estão de acordo com os gritos de dentro, aquelas vozes que dizem: vá por este caminho, se preferir, mas você nasceu para o caminho oposto. Até mesmo a felicidade, tão propagada, pode ser uma opção contrária ao que intimamente desejamos. Você cumpre o ritual todinho, faz tudo como o esperado, e é feliz, puxa, como é feliz.

E o grito lá dentro: mas você não queria ser feliz, queria viver!

Eu não sei se teria coragem de jogar tudo para o alto.
Sabe.

Eu não sei por que sou assim.
Sabe."

- Martha Medeiros

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!
 

A gente sempre sabe

. 11/12/2014 .

Antes de começar esse texto quero avisar que a ideia principal era ele ser em vídeo. E eu gravei dois. Mas gravei sozinha e, paraaaaaam, cortei minha cabeça nos dois hahahaa sim, gênia! Então, como não rolou o vídeo, vai ser por texto mesmo. Bom, se você lê o MOBIC, provavelmente já sabe que euzinha fui a primeira Correspondente Kipling do Sudeste. E como essa foi a experiência mais legal que já "vivi com o blog", eu me sinto na obrigação de alertar vocês sobre essa oportunidade linda proporcionada pela marca mais linda ainda. Se você estava em uma bolha e não sabe ainda do concurso para as III Correspondentes Kipling, faça o favor, clique aqui e se inscreva (até dia 15!!!). 

Bem, eu estava vendo umas postagens de um grupo de blogueiras e as meninas ficaram toooodas animadas com o concurso. No meio da animação, surgiram algumas dúvidas. Peguei elas e montei esse post que é quase um FAQ sobre o concurso. Quero deixar claro que tudo o que eu vou falar aqui são opiniões MINHAS e não da marca, combinado?


Meu blog é pequeno. Tenho chance?
R: SIM!!!!!!! Quando eu venci, meu blog não tinha nem .com ainda! Era myotherbagischanel.blogspot.com.br. Essa é uma das coisas mais legais do concurso: o que é julgado não é sua audiência, e sim sua criatividade, diferencial, amor com o qual construiu o post. No final do post eu vou colocar os links para os textos que fiz quando concorri a vaga e vocês podem se inspirar. Não se apegue no número de likes que você tem na página do blog, se atente ao seu post. 

♥ Não tem loja da Kipling na minha cidade. Posso participar?
R: PODE PARTICIPAR SIM!!! Na minha cidade querida, maravilhosa e amada, não tem loja da Kipling. Tem apenas duas lojas que vendem a marca, mas elas não deixam entrar pra gravar, tirar foto, etc. Inclusive, quando eu JÁ ERA correspondente, fui lá tirar umas fotos para o primeiro post em conjunto e fui vetada. Foi triste hahaha. Mas enfim. Claro que tendo uma loja da marca na cidade facilita na produção do post, mas se não tem, seja a mais criativa do mundo e compense a falta de fotos próprias com montagens lindas e um texto incrível! 

♥ O que é avaliado?
A Nath explicou muita coisa nesse post aqui, mas quero dar meu ponto de vista aqui: miga, seja criativa. Dá um google e veja o que suas concorrentes estão postando. Faça diferente. Todas fizeram foto? Faça vídeo. Todas fizeram looks? Faça um stop motion, se diferencie. Porque mesmo que não esteja bom, pelo menos vai chamar a atenção. Outra coisa é: invista no texto. Não adianta nada fotos e montagens incríveis e um texto de cortar o coração. 

♥ E os encontrinhos?
Vi que umas meninas perguntaram e, cara, é incrível. A Kipling arca com todos os gastos, você só precisa dar amor hahahaha e elas cuidam de você muito bem. A equipe do marketing é sensacional e você sai de lá com amigas. Mesmo. Inclusive, sdds Nath! hahahah

♥ O concurso da visibilidade?
Oh yeah! O MOBIC cresceu MUITO depois do concurso! Além de ganhar produtos maravilhosos da Kipling, conhecer gente linda e etc, o blog cresceu bastante, afinal, olha o porte da marca. Se eles "escolheram você", é porque alguma coisa boa você tem. E as pessoas enxergam isso. 

Por isso, queridas e queridos, se inscrevam. Sejam criativos, coloquem as engrenagens para funcionar e não percam essa oportunidade. E posso falar? Escrever esse post me deixou morrendo de saudade! Posso me inscrever de novo?

~~ leia aqui todos os meus posts como correspondente 

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

5 perguntas sobre o Concurso Correspondente Kipling - e 5 motivos para você se inscrever agora

. 09/12/2014 .

Esse tema, dado pelo Rotaroots, foi um presente. Primeiramente porque escrever esse tipo de post é sempre incrível. Catártico, mesmo. Segundo porque eu morria de vontade de falar sobre isso, sobre as coisas que eu quero que vão embora juntinhas com 2014 - mas eu nunca sabia como. Diversas vezes abri o blogger e rascunhei, rascunhei e não saia nada. Até hoje, que foi me dado um tema. 

Para uma breve contextualização para os novos leitores que não acompanharam toda a sexta temporada de Supernatural que foi minha vida esse ano (se você vê Supernatural, entendeu a analogia, porque - se você não vê - a sexta temporada foi uma temporada HORRÍVEL), 2014 foi um ano que me deu muitos socos no estômago. Mal me recuperava de um e pá, tomava outro. Chegou uma hora em que a dor não passava nunca e eu estava quase me acostumando com o sentimento de ar faltando a cada novo golpe. Por isso, o primeiro prato que vou quebrar é o...

CONFORMISMO
Eu tenho que tatuar na minha mão, pra eu ler sempre, que não: eu não sou obrigada. Não, eu não mereço coisas ruins. SIM, EU MEREÇO MAIS. Eu não posso abaixar a cabeça para as situações!!! Eu preciso ser mais inconformada, querer mais e ter de volta a noção de que as coisas não são assim porque "têm de ser". São assim porque estou permitindo e não estou indo atrás do que pode me fazer feliz de verdade. 

INSEGURANÇA
2014 sacudiu minha autoestima, levou uns muitos quilos junto e me infestooooou de insegurança. Eu realmente preciso quebrar esse prato e estou trabalhando muito pra isso. Sem dúvida é uma das coisas que mais me atrapalhou nesse ano e que, se eu não "cuidar", mais vai me atrapalhar na vida toda. Então, por favor, insegurança - fique com seu amigo 2014. 

PICUINHAS
Olha gente, desde setembro que eu não abro minha boca pra falar mal de alguém (de forma maldosa de verdade, vai!). Em outubro aconteceu tanta, mas tanta coisa de uma só vez na minha vida que me fez pensar "cacete, olha as merda que tá rolando, você vai mesmo gastar seu tempo falando de outras pessoas?". Pois é. Soltar um veneninho é normal, mas desde então eu não o faço e nem sinto falta disso. Juro! Acho que conforme vamos crescendo e se fodendo, menos tolerantes - e pacientes - para esse tipo de coisa nós vamos ficando. 

LÁGRIMAS
Gente, o que eu chorei em 2014 num tá escrito! Acho que só em maio eu chorei mais que eu chorei em 2013 inteiro (que saudade de 2013, melhor ano da vida, etc). Chorei tanto e por coisas ruins - só chorei de felicidade uma única vez - que, nossa, me dá uma coisa muito ruim só em escrever essas linhazinhas. Então eu quebro esse prato salgado e torço (muito) para que em 2015 eu só chore quando reassistir The OC. Ou os episódios dramáticos de How I Met Your Mother. Ou o último de Friends

ANSIEDADE
Taí o maior presente que 2014 me deu. As crises de ansiedade e início de síndrome do pânico. Pois é. As merdas que aconteceram começaram a surgir juntas e eu não aguentei o baque. Arreguei e pá, tamo aí arcando com as consequências. Eu sempre fui uma pessoa extremamente calma e sempre guardei tudo o que sentia de ruim (você nunca me veria explodindo de raiva, por exemplo). Não que hoje eu seja mais estourada, antes fosse: o problema é que sinto tudo com muito mais intensidade e reflete diretamente no meu corpo. Gente, sério: não desejo pra ninguém isso daí. E se tem um prato que eu quebro quebrar e pisotear, esse é o da ansiedade. 

Ficou um post meio bad vibes, mas eu cumpri com a proposta. E me sinto 1% mais leve. Talvez quando eu for escrever meus desejos para o próximo ano eu me sinto mais animada, incentivada e acredite que esses pratos serão, de fato, quebrados. ♥ 

E você? O que quebraria? 
O que deixaria pra trás, junto com esse ano?

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

5 pratos para quebrar em 2014

. 08/12/2014 .
Nossa, fazia tanto tempo que eu não fazia wishlist, né? Pois é! Mas é que estou numa constante batalha contra o meu senso de consumo que estou evitando sair gastando. Mas no Natal temos a possibilidade de ganhar algumas coisinhas queridas de presente, então, estou aqui com minha listinha. Na verdade, estou postando com a plena consciência de que não vou ganhar nada daqui (as pessoas, quando precisam me dar presente, n u n c a olham meu blog! é incrível! hahhaha). Ela é bem pequena porque como estou nessa onda de ~consumo consciente~, estou me policiando para desejar menos coisas. Sendo assim... 

Flat Bonnie Kipling (fotos da Patty) // 2. Melissa maravilhosa de ratinho awnnn // 3. Melissa Creatives Flat maravilhosaur //  4. alguma temporada de The OC, 'faz favor // 5. essa t-shirt que retrata minha vida eeeeee 6. uma jardineira jeans ♥ 

quem quer brincar de natal comigo? <3

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Wishlist de Natal

. 07/12/2014 .

Adoro responder essas coisas. Já até disse aqui que me lembro muito de quando perdia algumas horas respondendo aqueles cadernos de correspondência. Pois bem, dessa vez vou responder ao Liebster Award, já que fui indicada pela Rafa do Coffepocket. Como já falei 11 coisas aleatórias sobre mim aqui, e 50 fatos sobre mim aqui, vou tentar contar MAIS 11 coisas que eu não tenha falado em nenhum desses dois posts. 

1- Não tenho carteira de motorista. E não tenho nenhuma previsão de quando vou me propor a tirá-la. Não sei se é medo, preguiça, não sei mesmo, só sei que eu não me vejo motivada ainda rs. 
2- Uma das coisas que eu mais odeio na vida é quando me interrompem no meio de uma história. 
3- Sou uma pessoa extremamente ansiosa
4- Queria comprar patins, mas minha mãe fala que eu vou me matar, se o fizer :( 
5- Tenho vontade de fazer pole dance. Sério!
6- Tenho vontade de fazer alguma cirurgia plástica. Damn it, sociedade!
7- Apesar de não saber ainda se quero ter filhos no futuro, eles já têm nomes: Miguel e Helena (ou Luíza). 
8- Já perdi as contas de quantas vezes assisti Guardiões da Galáxia - e ainda não enjoei. 
9- Sou insuportavelmente sensível. Sério, nem eu me aguento ás vezes (mas sou e não consigo mudar). 
10- Não tenho mais paciência para rixas, picuinhas e etc (e olha que, quando mais nova, adorava protagonizar um drama).
11- Não vejo a hora de morar sozinha. 

Agora vamos às perguntas (sensacionais) de Rafa:

Você acha que é bonito ser feio?
Acho. Gainsbourg tava aí pra isso! hahaha

Ryan Gosling, Josh Duhamel ou Bradley Cooper?

Bitch, please!

Escreva um hai kai sobre seu dia hoje.
Ai, posso pular?

Qual seu personagem favorito dos quadrinhos e porque?
Nos QUADRINHOS gosto mais do Capitão América. Coxinha, mas amor!

Seu subnick do MSN em 2014 seria...
"ANYTHING COULD HAPPEN (emoticon do guarda-chuva)"

Se sua vida fosse um programa do Silvio Santos, qual seria?
Em Nome do Amor. Chato, ninguém assistia - só quem era sensível e ficava chorando no final. 

Uma selfie sua que você adora
Dupliquei a foto pra ficar alinhadinha com o espaço do post :3
A Usurpadora, Maria do Bairro ou Diário de Daniela?
NO DIÁRIO DE DANIELA, SÃO ESCRITAS TANTAS COISAAAAAAAAAS. (Sim, mundo! Não escolhi a Usurpadora, mas adorava também).

Solteira, casada, amando ou rodando na pista?
To amando sempre, independente de status de relacionamento. Sou uma pessoa constantemente apaixonada (awn!).

Um look do dia inspirador na sua opinião
Não é bem "inspirador", mas é tão eu e eu queria tanto que taí :P


Se você tivesse o poder de resolver um dos problemas do mundo, qual seria?
O financeiro. Todo mundo ai ter grana, AEWWWWW

Agora, antes dos indicados, vou deixar minhas 11 perguntas:
1. Bolacha ou Biscoito?
2. Seu verso oriundo de um axé Bahia favorito:
3. Beatles ou Molejo? Disserte.
4. Seu escritor favorito de todos os tempos:
5. A última música que você ouviu foi...
6. Se você um bruxo, pertenceria a qual casa? (Grifinória, Sonserina, Corvinal ou Lufa-Lufa). Por que?
7. Qual foi o último filme que te fez chorar?
8. Pior livro que leu na vida:
9. Me conta uma mania estranha que você tenha:
10. Quando criança, você colecionava alguma coisa? O que?
11. A pior música de todos os tempos:
And the Oscar goes to... Digo, os indicados são:

 Marina (Plataforma36),  ♥ Oda (Blog do Oda) ♥  Patty (AML) ♥ Stephanie (Salateando) ♥  Silmara (Frescura Liberada) ♥ Marielen (Dirty Alien)

E quem mais quiser fazer - e me mostrar <3

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Liebster Award: mais 11 coisinhas sobre mim

. 04/12/2014 .

Chapéus, coturnos, gravatas borboleta, leggings estampadas e turbantes. Provavelmente você imaginou os itens citados em composições de editoriais de moda ou em blogs famosos, mas não os imaginou em looks do dia a dia – ainda mais no interior de São Paulo. O diferente, mesmo que fashion, ainda causa estranheza, por mais que o clima da cidade seja propício para o uso de chapéus e óculos maiores. Porém, os olhares tortos e as expressões surpresas não incomodam – e nem influenciam – o estilo de jovens araçatubenses que não seguem a moda – eles a fazem. Como na música de Madonna, a única coisa a seguir é a ordem Express yourself


CAMILA LEITE, 22 anos, não passa despercebida: com o cabelo platinado e o corpo repleto de tatuagens coloridas, ela tem um estilo vintage. “Um estilo vó”, como ela mesma descreve. Com um guarda-roupas repleto de saias cintura-alta, estampa de poás (bolinhas) e florais, ela garante que sua principal fast-fashion é o armário da mãe e da avó. “Eu tenho dó de gastar dinheiro com roupas, então, pego muita coisa que foi delas, além de fazer as minhas próprias”.


Com um closet minimalista, composto por bastantes tachas, couro e coturnos, a estudante de Design de Moda LUISA CINTRA, 19, acredita que a moda é uma extensão de sua personalidade. “É uma via de mão dupla, você expressa sua identidade e ao mesmo tempo é inspirado pela personalidade de outras pessoas. Acima de tudo, é um instrumento para aumentar a autoestima, descobrir-se cada vez mais e aprender a gostar de si mesmo”. Recado dado na música Fashion de Lady Gaga: “looking good and feeling fine.” 


O musicista EDUARDO CARRIJO, de 23 anos, acredita que a moda está diretamente ligada à personalidade da pessoa. “O que uma pessoa veste diz muito sobre o que ela gosta e pensa”. Com o guarda-roupa repleto de achados em brechós, Eduardo não costuma comprar roupas em lojas comuns e, se o faz, customiza, deixando-as com a cara dele. 

No interior, o que é diferente, causa estranheza. Segundo a psicóloga Eliana Lalucci, isso é devido a um fator tanto cultural quanto geográfico. Em Araçatuba, a cultura preservada tende a definir como as pessoas pensam, agem e se apresentam socialmente. “Como é uma cidade que tem muitos migrantes, a cultura foi altamente calcada na elite dominante, que veio para enriquecer e que, enriquecendo, passou a ditar o que pode e o que não pode”, explica. 

Eduardo garante que ser alvo de olhares nunca o incomodou de fato. “Os olhares não me inibem de forma alguma. Se me sentisse desconfortável, não seria minha verdadeira essência”. Já Luisa vê o assunto de forma diferente. “Aquela legenda autoafirmativa de foto de Facebook, naquele estilo “danem-se os outros” é a maior mentira. Os seres humanos são empáticos, então se importam sim com o que os outros pensam de si. Até hoje, tenho receio de usar uma peça menos comum quando vou para a faculdade, mas faço um esforço para me aceitar e ir em frente, porque se expressar não é nenhum crime”. 

Há quem diga que as pessoas que optam por expressar-se por suas roupas nada mais querem do que chamar a atenção. Camila discorda. “Eu nunca procurei chamar a atenção, na verdade, sempre procurei me encaixar, ser igual. Como mudei de cidade umas 15 vezes, nunca tive um grupo fixo de amigos para seguir e era difícil acompanhar os costumes de cada lugar. Acabou que eu fiquei assim, mas sem esforço ou necessidade de destaque. Sou bem reservada e, na verdade, gosto de passar despercebida”. 

Eduardo diz que gosta sim de chamar a atenção, mas não faz disso o foco principal na hora de montar seus looks. “Eu gosto de me destacar no sentido de não ser igual aos outros, mas isso é consequência. Eu não me visto para chamar a atenção, me visto porque gosto e sou assim”. 

QUANDO O ESTILO VIRA NEGÓCIO
O estilo e a sede pelo único pode ser a chave de um empreendimento de sucesso. Cada vez mais difícil achar algo que destoe das saias pied-de-poule e das blusas de cetim com alça de corrente, Luisa viu na carência do mercado regional a oportunidade de construir um negócio. “O interior é muito carente de lojinhas alternativas, e quando tem algum produto mais interessante, ou é muito caro ou não é à pronta-entrega. Então  tive a ideia de me guiar por esses dois princípios: o de proporcionar coisas diferentes e por um preço acessível e que não seja necessário esperar por 60 dias”. Assim surgiu a loja virtual Moss Store, que possui um acervo de cerca de 50 itens entre bolsas e acessórios escolhidos especialmente pela dona.

Camila também aproveitou a facilidade com a customização de suas roupas para abrir um negócio. Assim surgiu a RainbowStore que oferece a possibilidade das pessoas terem roupas bastante vistas em blogs gringos e em sites como o Lookbook na Terra do Boi Gordo e por preços acessíveis. “Como eu sempre fiz minhas roupas, minhas amigas sempre pediam alguma coisa. Vi nisso uma oportunidade. Hoje eu atendo pessoas do Brasil inteiro”, conta. A loja é online e atende clientes na página do Facebook.

// matéria publicada, originalmente, na revista laboratorial da faculdade, a Pretexto


Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Eles querem moda

. 03/12/2014 .

Saiu com um diazinho de atraso, mas saiu! Os links maravilhosos da semana estão tão maravilhosos que tem uma tonelada deles! Senta, relaxa e vem ler tudinho! A trilha sonora para a leitura da semana é essa aqui: 



20 fotos incríveis do Victoria's Secret Fashion Show - maior desfile! <3333 E o Papel Pop compilou o que teve de melhor em um único post <3

Ouça "Bite Down", a interessante parceria de Bastille com as irmãs Haim! - Tudo o que tem Haim é maravilhoso. Com Bastille, então...

Playlist: Na deprê - Essa playlist da Rafa é maravilhosa e muitas das músicas estão na minha playlist pessoal de fundo do poço. Tá maravilhosa, vem ouvir!

Como fazer uma gallery wall com posters e imagens - A Adri linda fez um post mega inspirador para deixarmos as nossas paredes mais bonitas. Como se não bastasse as fotos lindas, ainda dá links e dicas de onde baixas os posters em questão. Coisa málinda!

Presente de Natal DIY: Brownie no pote - A Kah fez esse post delícia com uma mega sugestão de presentinho fofo de Natal. Amigos, esperem por potinhos de amor como esse, porque eu realmente amei a ideia! ♥

Calendário 2015 - Para imprimir em Casa - Mais um post da Kah, mas é que não tinha como deixar esse de fora. Se existisse uma competição de "calendário baixável mais lindo da internê", seria covardia esse entrar na competição. É lindo e tem lettering do Phellipe do Coisas Boas Acontecem e as ilustrações lindas do Vitor Martins.

Kendall Jenner lê xingamentos sobre ela no "Burn Book" de "Meninas Malvadas" - Kyllie Jenner leu, a convite de uma revista americana, xingamentos sobre ela no ~~livro do arraso~~. Achei a experiência bem interessante e vale a pena ver o vídeo.

15 coisas para fazer antes de 2015 - As mudanças na sua vida não precisam de uma data cabalística (tá certo usar assim? Acho esse termo tão legal hahaha) para começarem. A Mari fez um post com 15 coisas que você pode começar a fazer HOJE - e, consequentemente, antes de 2015.

Wallpaper: Do Epic Shit - Wallpaper lindo feito pela Loma! Tão lindo que eu tirei Ryan Muso Gosling para colocar ele! ♥

Quadrinho da Turma da Mônica explica o conceito de inflação como você nunca viu - vale MESMO o clique! Apesar de estar com uma birrinha do Maurício de Sousa, ele mandou bem!

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

Links maravilhosos da semana #5

. 02/12/2014 .

Amo responder tags, amo fazer playlists e amo falar da minha vida, então, como não fazer a tag criada pela Bruna Vieira aqui no blog? Pois é, não tinha como e, por isso, estou aqui. Eu associo muito a música com fatos da minha vida. Tenho a música universal da fossa de relacionamento, tenho a música para me arrumar para a balada, tenho a música para me acalmar... Enfim! Como tenho essa associação com a música, responder as 10 perguntas da Bruna foi bem fácil. Let's go:

Uma música que te lembre um momento bom: I love it - Icona Pop


Essa foi a primeira música que ouvi quando fiquei solteira do meu segundo namorado. Para uma breve contextualização: antes dele, eu namorei três anos e ele foi o primeiro cara que eu fiquei após o término com o primeiro namorado. Logo começamos a namorar e durou um ano e três meses, ou seja, eu estive em relacionamentos durante 4 anos e três meses direto (uau!). Quando terminei, eu queria um tempo sozinha para me descobrir - saber do que EU gostava de fazer, sair com MEUS amigos, etc. Um processo de autoconhecimento mesmo. Eu estava cheia de dúvidas sobre a decisão que tinha tomado, até que no carro com dois amigos, em direção a primeira balada solteira, começou a tocar essa música e o Léo falou "essa música é sua música hoje". E foi. Ali começava uma das fases mais legais da minha vida: quando realmente me conheci a adquiri minha própria personalidade.

Uma música que defina sua vida: This Is Me - Demi Lovato


PODERIA COLOCAR UMA MÚSICA CULT, MAS TO COLOCANDO DISNEY PQ É VERDADE. Essa letrinha simplista de This Is Me me traduz muito mesmo. Parece que sou eu cantando (meu talento é o mesmíssimo da Demi) e não consegui responder essa pergunta com outra música. This is real, this is me. ¯\_(ツ)_/¯

Uma música que te faz dançar na balada: Burn - Ellie Goulding


Musinha está aqui representando a categoria balada. A verdade é que eu danço qualquer música que tocar na balada porque ~quem tá na chuva tem que se molhar~, mas já que era pra responder com uma específica, vai uma música da minha esquila. ♥ 

Uma música que foi tema de algum relacionamento: Remembering Sunday - All Time Low


Apesar de associar música a tudo, nunca associo com relacionamentos. Sei lá, não consigo e não sei o porquê, porém, eu tenho a minha música universal de fossa causada por relacionamento™. A letra nem tem nada a ver com nenhum dos meus relacionamentos (passados ou não), mas não adianta, ela é a ouvida quando há término, briga feia, etc. 

Uma música que sempre te faz chorar: All I Want - Kodaline

Descobri essa música num momento ruim e, consequentemente, associo ela a ele. A música já tem essa pegada dramática porque é a música do filme da Culpa é das Estrelas, ou seja, você já escuta ela com o coração apertado. Como coincidiu de eu escutá-la nessa fase, fodeu. Hoje eu só ouço quando estou com o humor muuuuuito bom, porque se eu estiver minimamente chateada com algo, eu choro. 

Uma música que seria toque do seu celular: Animal - Ellie Goulding


Mais uma da minha musinha maravilhosa. Mas essa tem dois motivos especiais: primeiro que ela é animadinha e o comecinho é incrível para um toque de celular. Segundo porque ela é, também, a primeira música no Lolla em que eu apareço na transmissão do Multishow, então, não tem como, essa seria a escolhida. ♥ (quem nos achar no vídeo ganha um doce!).

Uma música que você gostaria de tatuar: Blackbird - Beatles


Eu já tenho "All you need is love", mas morro de vontade de ter um pedacinho de Blackbird no corpo. Já tenho até a frase escolhida: "Take these broken wings and learn to fly"...

Uma música que te deixa com vontade de ficar com alguém: Do I Wanna Know - Arctic Monkeys


Amo Arctic Monkeys, amo esse álbum, amo essa música e acho ela bem hot. É o tipo de música que, sim, dá vontade de estar com alguém. ♥ 

Uma música que você tá viciada agora: Blank Space - Taylor Swift


Na verdade, estou viciada no 1989 inteiro. Sério, tenho que ouvir todo santo dia!!!

Uma música que faz as pessoas lembrarem de você: Love is Easy - McFLY

Na verdade, são várias as músicas que as pessoas lembram de mim (é verdade hahah), mas essa foi a que mais ouvi recentemente "nooooooosa, sempre que escuto essa música, lembro de você". E que bom! Foi uma das últimas coisas decentes que o McFLY fez e eu amei tanto que fiz até post aqui. #sddsMcFLY

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 

Pronto! Acho que consegui responder de uma forma que não vá querer mudar daqui 15 minutos (talvez daqui uma semana) hahaha. E vocês? Curtiram? Como a Bruna indicou, vou indicar também! Quero ver o post da trilha da vida nos blogs:

Da Marina (Plataforma36), da Rafaella (Coffepocket), do Oda (Blog do Oda), da Patty (AML), da Ba (Ba Moretti), da Ju (Mostre as Pernas) e de quem mais quiser fazer (e me mostrar ♥).

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o MOBIC (e a Mih) nas redes-sociais!

TAG: Minha história em 10 músicas